Bem-vindo ao CEBI! (51) 3568-2560 | [email protected]

Evangelização: fonte de vida para o evangelizando e para o evangelizador

Evangelização: fonte de vida para o evangelizando e para o evangelizador
13 de janeiro de 2015 Centro de Estudos Bíblicos
Evangelização: fonte de vida para o evangelizando e para o evangelizador
1.    Abertura
Acolher as pessoas, invocar o Espírito Santo com uma prece ou um canto. Um momento de silêncio.
2.    Objetivo
Descobrir como a prática evangelizadora pode ajudar-nos a tomar consciência da nossa missão como cristãos. No texto transparece como os primeiros cristãos concebiam a consciência missionária em Jesus. É dentro da ação evangelizadora que Jesus descobre a sua missão e a maneira de realizá-la.
 
3.    Chave
Durante a leitura vamos prestar atenção como Jesus vive e aprofunda a sua missão enquanto anuncia a Boa Nova à samaritana.

4.    Leitura
João 4,1-42. Depois da leitura, um momento de silêncio.

5.    Perguntas
1.    Qual o ponto de partida da ação evangelizadora de Jesus com relação à samaritana? Qual o ponto de partida da ação evangelizadora da samaritana com relação ao povo da Sarnaria?

2.    Qual o conteúdo da Boa Nova que Jesus anuncia à samaritana? Qual o conteúdo da Boa Nova que a samaritana leva ao povo da Sarnaria?
3.    Qual o resultado da ação evangelizadora na samaritana, no povo da Samaria e em Jesus?
4. Em que pontos a ação evangelizadora de Jesus e da samaritana nos questiona e em que pontos ela nos confirma?

6.    Preces
Transformar o texto em preces espontâneas.

7.    Salmo
Salmo 123(122): “Para ti levanto meus olhos! Para ti, que habitas no céu!” Ou Salmo 40(39): anunciar aos outros o que se aprendeu de Deus e da vida.

Subsídios

1.    Ponto de paitda. Para anunciar a Boa Nova, Jesus parte das ocasiões que a vida lhe oferece: poço, viagem, trabalho. Ele parte das coisas bem materiais da vida: da sede e do cansaço. E a partir dessas coisas concretas que ele tenta uma conversa com a mulher da Samaria (5-8).

2.    Conteúdo. Jesus faz a samaritana refletir sobre a sua própria vida e a ajuda
a descobrir dentro dela uma dimensão mais profunda. Leva-a a descobrir o
evangelho dentro da vida (14). O conteúdo da Boa Nova que Jesus anuncia
à samaritana consiste em revelar que ele, Jesus, é o Messias, a fonte da vida, e que esta fonte pode brotar de dentro dela. Com esta fonte dentro de si, ela ultrapassará os limites da sua religião e poderá adorar a Deus em qualquer lugar, contanto que seja em espírito e verdade (23).

3.    Processo. Durante a conversa, isto é, durante o processo da evangelização, o próprio Jesus passou por uma mudança. A conversa com a mulher fez ele se esquecer da fome e o despertou para cumprir a vontade do Pai, que estava se revelando para ele naquele momento (31-34).

4.    Condição. O que chama a atenção é o respeito e a confiança que Jesus tem na pessoa a ser evangelizada. Jesus não tem medo de lhe revelar o segredo maior de que ele é o Messias (26). No evangelho de João, a samaritana é a primeira pessoa a receber esta revelação diretamente de Jesus (Jo 1,29-51).

5.    Resultado. No fim da conversa, a samaritana larga o balde perto do poço e volta sem água para a cidade, pois já não precisa da água do poço de Jacó. Ela acabara de beber a água da vida nova que Jesus lhé ofereceu. Agora a fonte está dentro dela. Ela tem água para comunicar aos outros. Tem dentro de si a experiência do perdão e já não depende dos outros para o conheci¬mento de Deus (cf. Jr 31,34).

6.    Repasse. Jesus tinha dito aos primeiros discípulos: “Venham e vejam!” (Jo
1,39) A samaritana diz ao povo da Samaria: “Venham ver!” Há semelhança entre a maneira como Jesus e a samaritana anunciam a Boa Nova. A proclamação dos dois não consiste em anunciar uma nova doutrina, mas sim em fazer experimentar uma presença. “Venham e vejam!” – “Venham ver!” Evangelizada por Jesus, a samaritana evangeliza seus irmãos e suas irmãs. No início, os samaritanos dependem do testemunho da mulher (39), mas depois eles crêem, porque eles mesmos viram, experimentaram (42).

7.    Modelo. Os discípulos foram à cidade e voltaram, mas não converteram ninguém (8 e 27). A samaritana voltou para a cidade e acabou convertendo muita gente (39). Ela é modelo e dá lição aos discípulos.