Bem vindo(a) ao CEBI ! (51) 3568-2560

“O nosso exército é de trabalhadores que lutam pela terra”, diz coordenador do MST

“O nosso exército é de trabalhadores que lutam pela terra”
“O nosso exército é de trabalhadores que lutam pela terra”, diz coordenador do MST
15 de abril de 2015 Centro de Estudos Bíblicos

Alexandre Conceição, coordenador nacional do movimento, critica deputado federal Ezequiel Teixeira (Solidariedade-RJ), que pediu esclarecimentos sobre um suposto “exército do MST”: “Ele não conhece a trajetória da luta pela terra e, principalmente, a luta pela democracia desse País”

O coordenador nacional do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), Alexandre Conceição, rebateu as declarações do pastor e deputado federal Ezequiel Teixeira (Solidariedade-RJ) em que afirma que o movimento possui um “exército paralelo que ameaça à segurança nacional”.

De acordo com Conceição, o parlamentar está desinformado sobre a história e as reivindicações do movimento dos sem terra. “O deputado é uma pessoa que certamente não conhece a trajetória da luta pela terra, a luta pela verdadeira democracia desse País. Seus interesses estão ligados à classe dominante, da qual ele obteve financiamento para hoje estar no congresso nacional. O nosso exército é de trabalhadores rurais que lutam por um pedaço de terra”, afirma.

O pastor e deputado Ezequiel Teixeira (Solidariedade-RJ) apresentou dois requerimentos à Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados com o objetivo de convidar Lula e o líder do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) João Pedro Stédile para explicar uma fala do ex-presidente.

Lula disse que queria “paz e democracia”, mas que também “sabia brigar”, sobretudo quando o Stédile colocasse “o exército dele” nas ruas, em ato em defesa da Petrobras. Apesar de os requerimentos terem sido aprovados, Lula e Stédile não são obrigados a comparecer à comissão, já que se trata apenas de um convite.

Durante a campanha eleitoral, no ano passado, o então candidato à Câmara pastor Ezequiel Teixeira distribuiu uma revista a eleitores em que a presidente Dilma Rousseff era acusada de ser o “anticristo”, por ser contra a homofobia.

MST articula protestos

No próximo dia 7 de abril, o MST e outros movimentos populares como a CUT, a CBT e a UNE, realizam atos em todo o País para defender o direito dos trabalhadores e impedir a votação do Projeto de Lei 4330/04, sobre a terceirização. No dia 1º de maio, Dia do Trabalhador, também vão acontecer atos unificados em todo o país.

“O governo não pode adotar uma política de arrocho para os trabalhadores. Defendemos a taxação para as grandes fortunas e, principalmente, para as empresas que estão na lista do escândalo do HSBC e aquelas que não pagam impostos”, explica Alexandre Conceição.

As manifestações também serão em defesa da reforma política e da democracia. “Estamos realizando uma série de plenárias estaduais para mobilizar a nossa militância sobre o momento econômico que o Brasil atravessa. Não podemos permitir que haja um retrocesso e que a direita continue incentivando um golpe constitucional”, conclui o coordenador nacional do MST.

Texto: Guilherme Franco

Liga228 situs judi bola merupakan situs judi bola online dengan pasaran terlengkap.

Kunjungi situs judi bola terlengkap dan terupdate seluruh asia.

Situs sbobet resmi terpercaya. Daftar situs slot online gacor resmi terbaik. Agen situs judi bola resmi terpercaya. Situs idn poker online resmi. Agen situs idn poker online resmi terpercaya. Situs idn poker terpercaya.

situs idn poker terbesar di Indonesia.

List website idn poker terbaik.

Game situs slot online resmi