Bem vindo(a) ao CEBI ! (51) 3568-2560

Som da resistência: Divino maravilhoso

Som da resistência: Divino maravilhoso
8 de maio de 2018 CEBI Secretaria de Publicações
Na seção Som da resistência desta semana, você confere a música Divino Maravilhoso interpretada por Gal Costa.

A música composta por Caetano Veloso e Gilberto Gil “Divino Maravilhoso”, coroou o lançamento do disco de maior manifesto dos Tropicalistas, o “Tropicália ou Panis Et Circenses”, com participações de Nara Leão, Gal Costa e dos Mutantes. Gal Costa, a interprete, vinha construindo uma imagem de boa moça que cantava bossa sentada num banquinho. Caetano lhe ofereceu a canção e perguntou como ela queria cantá-la: “de uma forma nova, explosiva, de uma outra maneira”. Gil se comprometeu a fazer um arranjo à altura e a moça foi projetada para todo o Brasil em novembro de 1968, ao interpretá-la no Festival da Música Brasileira, da TV Record.

Causou uma estranheza inicial no público – Gal estava incrível – agressiva e cantando de forma quase irreconhecível, caprichando nos agudos e explorando sem limites toda potencialidade de sua voz. Também houve uma ruptura total de sua imagem bem comportada: polemizou com cabelo black power e colares bufantes, numa atmosfera completamente hippie. Aos poucos, suavizado pelo primeiro impacto – o público relaxou e começou a aplaudir a grandiosidade da apresentação.

A mensagem era, finalmente, transmitida e entendida: “atenção para o palavrão, para a palavra de ordem – tudo é perigoso, tudo é divino e maravilhoso”. O jogo de paradoxos se fez oportuno e eternizou uma das melhores músicas já produzidas na música popular brasileira. E o referido episódio mostra que a maneira de se c(a)ontar é tão importante quando o conteúdo. (Fonte: blog Cultura em Foco)

Divino Maravilhoso

Composição: Caetano Veloso e Gilberto Gil

Atenção ao dobrar uma esquina
Uma alegria, atenção menina
Você vem, quantos anos você tem?
Atenção, precisa ter olhos firmes
Pra este sol, para esta escuridão
Atenção
Tudo é perigoso
Tudo é divino maravilhoso

Atenção para o refrão
É preciso estar atento e forte
Não temos tempo de temer a morte (2x)
Atenção para a estrofe e pro refrão
Pro palavrão, para a palavra de ordem
Atenção para o samba exaltação

Atenção
Tudo é perigoso
Tudo é divino maravilhoso
Atenção para o refrão
É preciso estar atento e forte
Não temos tempo de temer a morte (2x)
Atenção para as janelas no alto
Atenção ao pisar o asfalto, o mangue
Atenção para o sangue sobre o chão

Atenção
Tudo é perigoso
Tudo é divino maravilhoso
Atenção para o refrão
É preciso estar atento e forte