Bem vindo(a) ao CEBI ! (51) 3568-2560

Chuva, lama e fé: a experiência da Escola Bíblica na Igreja Batista em Chã Preta/AL

Chuva
Chuva, lama e fé: a experiência da Escola Bíblica na Igreja Batista em Chã Preta/AL
17 de novembro de 2011 Centro de Estudos Bíblicos

O capítulo 4 da 1ª Carta de João motivou a reflexão inicial. O livro Com Jesus na Contramão, de Carlos Mesters, ajudou no estudo. Quem nos conta é Adriano Trajano, pastor da Congregação Batista em Chã Preta/AL. "Em comemoração aos seus oitenta anos de caminhada no chão nordestino, nada melhor que partilhar suas palavras e experiências com a realidade caçambense", afirma o pastor.

Na sequência, alguns trechos de seu depoimento.

 

Neste dia 13 de novembro, a Congregação Batista no pequeno município de Chã Preta, na zona da mata alagoana, recebeu com muita alegria um grupo de irmãos e irmãs sob a direção do Pr. Wellington Santos, para realizar a escola bíblica no Sítio Caçamba, distante 08 km da cidade.           

A caravana de carro seguiu estrada adentro rumo às jaqueiras e mangueiras daquela localidade fria e verde na qual reside a família da fundadora da missão batista, irmã Josefa Jerônimo da Silva, mulher guerreira e exemplo de fé para a caminhada do povo de Deus neste torrão e em Alagoas.

A escola bíblica – iniciativa da própria classe – se reuniu em baixo de uma jaqueira em banco, cadeira e no tradicional tamborete de madeira. Aquela deliciosa sombra e ventinho fresco, ajudaram nos testemunhos, lágrimas, sorrisos e sororidade presentes no rosto de cada um (a) e, principalmente, no olhar pacato da irmã Josefa Jerônimo.

 

Irmã Josefa Jerônimo, viúva e mãe de seus filhos, é a coordenadora 

 

A escola bíblica foi dirigida pela agricultora, mãe de seis filhos, viúva, baluarte da Congregação Batista a qual caminha cerca de 08 de Km para adorar a Deus na companhia da sua família de Fé aos domingo à noite. A experiência da irmã Josefa Jerônimo deu uma belíssima aula de devoção, compromisso e fé em Deus. Um verdadeiro exemplo de serviço e lealdade à santa Palavra de Deus, pois em meio ao cataclismo religioso da fé descartável e lealdade pequena, a irmã Josefa Jerônimo prova que ainda é possível viver uma fé engajada e compromissada com a justiça.

As lágrimas nos rostos de todos que ali estavam para aprender com a teóloga irmã Josefa Josefa Jerônimo, eram visíveis. O testemunho (aula) emocionou a todos e a todas ao ponto de provocar o irmão Vando Santos – recém chegado na família IBP – suas palavras conduziu o grupo à uma profunda reflexão: "Eu me sinto envergonhado, extremamente envergonhado com minha fé pequena, sinto que tenho feito muito pouco, o comodismo da vida urbana nos distanciam dessas experiências simples, coisas simples que perdemos há muito tempo."

A irmã Josefa Jerônimo – apesar de suas limitações de saúde e instrução – não mede esforços para estar quinzenalmente nas atividades da Congregação, auxiliando nos cultos e visitações. Exemplo de fé, busca a Deus diariamente em suas orações, leituras bíblicas e solidariedade comunitária, esta família do Sítio Caçamba fortalece e anima a caminhada batista neste torrão íngreme.

A escola bíblica além dos frutos do Espírito ali vividos e sentidos a todo momento, contou com uma deliciosa sobremesa (doce de mamão com coco) representando a doçura do Espírito,a felicidade proporcionada por Deus aos seus filho e filhas mesmo nos rincões mais distantes em meio a poeira, lama, chuva, frio e calor.

No retorno para a cidade, uma forte e repentina chuva nos pega de surpresa, ao ponto de termos que caminhar por alguns minutos em meio a lama e muita água. Não poderia ser melhor, chuva, lama e fé – combinação perfeita – para o caminhar dos novos convertidos na família IBP e, acima de tudo, na fé em Cristo Jesus, nosso Senhor.

Ao chegarmos à cidade a escola bíblica teve sua continuidade ao visitarmos uma jovem portadora de necessidades especiais, abandonada pelos seus familiares, necessitando urgentemente do apoio da igreja. Ali foi possível reconhecer que ainda temos feito muito pouco pelos pobres deste mundo, herdeiros do Reinado de Deus. As lágrimas daquela jovem de vinte e sete anos nos comoveram sobremaneira.

Nossos agradecimentos a esta caravana de fé que nos deu a honra de sua visita neste domingo chãpretense, um dia diferente, um dia muito importante para nossa caminhada e perspectivas futuras. A todos e todas, nosso muito obrigado pelo apoio e companheirismo de sempre e aqui fica lançado o desafio: que outras classes da escola bíblica possam também compartilhar dessa experiência chãpretense.

Louvado e engrandecido seja o nosso Deus por todos os seus benefícios derramados sobre nós. Deus seja sempre louvado pela sua sabedoria e misericórdia.

            Adriano Trajano

Pastor da Congregação Batista em Chã Preta/AL

Chã Preta, 13 de novembro de 2011