Bem vindo(a) ao CEBI ! (51) 3568-2560

CEBI Planalto Central promove celebração ecumênica

CEBI Planalto Central promove celebração ecumênica
6 de julho de 2021 Comunicação

Por Eliane Muniz* 

Com o mantra inspirado no poema de dom Pedro Casaldáliga, “Ruah, vento de Deus”, iniciou-se a celebração do Centro Ecumênico de Estudos Bíblicos -CEBI do Planalto Central, ocorrida no último domingo, 4 de julho, via plataforma digital. 

A celebração, conduzida por padre Onivaldo Dyna, Daniela Gomes, Eduardo Oliveira e Étel Teixeira, reuniu 22 participantes de diferentes lugares do Distrito Federal, Goiás, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Paraíba e Alemanha. Ao desejar as boas-vindas aos participantes, Étel apontou: “Apesar do projeto de morte e dor que estamos vivendo, e graças às nossas lutas, amanhã há de ser outro dia. É no hoje que temos essa certeza. Por isso, celebramos cada pequeno gesto de solidariedade, de resistência da nossa gente, celebramos o povo nas ruas, as vozes corajosas do CEBI”. 

Após a leitura da Palavra, houve um momento de partilha. Na ocasião, padre Onivaldo ressaltou que “Jesus está admirado com o nosso jeito de viver hoje, pois não está fácil e não é só por causa da pandemia, mas também por uma situação política complicada, que atinge a todos”. 

Ainda durante a celebração, várias frases proféticas foram lembradas, dentre elas a de São Oscar Romero, que disse: “Uma religião de missa dominical, mas de semanas injustas não agrada ao Deus da Vida. Uma religião de muita reza, mas de hipocrisias no coração não é cristã. Uma Igreja que instala só para estar bem, para ter muito dinheiro, muita comodidade, porém que não ouve os clamores das injustiças não é a verdadeira igreja de nosso Divino Redentor”. 

Em seguida, os participantes foram convidados a expressar o grito das vozes que ecoam na sociedade atual. Foram várias as manifestações, como: “nenhuma a menos”; “todas as vidas importam”; “vacina no braço e comida no prato”; “a luta da mãe terra é a mãe de toda luta”; “a gente não quer só comida, a gente quer comida, diversão e arte”; “vacina para todos e todas”; “impeachment já”; “fora Bolsonaro”; “fora genocida”; “grito dos meninos e meninas de rua”; “vão dizer que é subversão, que é comunismo, mas é evangelho de cristo”; “terra, teto e trabalho”; “se Bolsonaro estiver certo, Jesus estava errado”; “que façamos filas nos mercados e não nas UTIs dos hospitais”, “ não consigo respirar”, “rir é um ato revolucionário”, entre outras. 

Ao final da celebração, os participantes agradeceram o momento. “Que possamos cada vez mais estar fortalecidos neste apoio, neste sentimento de comunhão”, disse Núbia Pires, da Paraíba. “Gratidão pelo acolhimento e pela alegria que dão força para continuarmos onde estamos. É bom saber que tem gente na luta”, acrescentou Ana Cláudia König, da Pastoral da Juventude de Osasco – SP, e que no momento mora na Alemanha. 

  

*Integrante da equipe de comunicação do CEBI Planalto Central