CEBI em destaque

CEBI-PA Comunidades de Barcarena, Pará, estudam o Evangelho de Mateus

Nos dias 20 e 21 de maio deste ano, realizou-se na Paróquia de Barcarena, Pará, o 1º Encontro de Animação Bíblica, com a presença de 134 pessoas, oriundas das várias comunidades da área paróquia.

O Tema do Estudo foi “O Evangelho segundo Mateus, a partir da Não – Violência”. Esta formação teve a assessoria de Fátima Valente, pós-graduada em Assessoria Bíblica no curso do DABAR, uma parceria entre CEBI e Faculdades EST (Escola Superior de Teologia da Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil).

Para início de conversa, houve, na primeira parte da manhã, uma visão geral sobre a Bíblia para ver como estão nossa intimidade e conhecimento dos escritos bíblicos. Vimos como a Bíblia está dividida, o significado da palavra “Biblos” e de onde se origina. Vimos também como, quando, onde, por que, para que foi escrita, e quem escreveu. Visualizamos, no mapa, a terra do mundo bíblico, conhecida como “meia lua fértil”. Falamos também sobre as línguas em que a Bíblia foi escrita, sobre as diferenças que há entre as Bíblias de edição católica e as de edição evangélica, além de outros esclarecimentos.

Nesta primeira etapa, iniciamos o estudo do Evangelho de Mateus, apresentando as comunidades de Barcarena à comunidade de Mateus. A dinâmica foi da seguinte forma: a partir de uma estrutura sugerida, todas as comunidades responderam onde estão localizadas, qual a situação social, política, econômica e religiosa, quais as ameaças e as resistências. Feito essa memória, foi a vez das comunidades de Mateus apresentar sua realidade. Esse momento foi muito interessante, porque ajudou-nos a perceber o cenário em que viviam as comunidades no tempo que foi escrito este evangelho, as situações vividas pelas comunidades, os problemas e as interrogações e a reafirmação do Evangelho de Mateus enquanto projeto de esperança e resistência ao projeto de morte que estavam sofrendo. Depois, vimos como, em meio essas crises, a comunidade se torna uma referência de resistência e consegue criar sua própria identidade, assumindo a vivência e anúncio da chegada do Reino dos Céus para todos.

Analisando as comunidades mateana a partir dessa metodologia, foi possível perceber o quanto nossas comunidades hoje vivem uma crise de identidade e precisam urgentemente buscar saídas para superar esses tempos difíceis. A travessia é difícil, perigosa, mas necessária. Como comunidades, temos que ser referência aos “pequeninos” do nosso tempo e criar entre nós relações de justiça e vida plena.

Na noite do sábado, fizemos uma oficina de estudo lançando mão do texto de Lucas 24,13-35. Foi uma orientação sobre como formar grupos de estudos bíblicos a partir da dinâmica do caminho de Emaús. É que a Paróquia tem, em seu projeto, a proposta de formar escolas bíblicas em todas as comunidades.

Na manhã de domingo, trabalhamos a estrutura do Evangelho de Mateus. Concluímos com um trabalho de grupo, utilizando o texto de Mateus 14,22-36 com a seguinte reflexão: Como essas comunidades, em meio à violência, às divisões, às diferenças e aos conflitos, se tornaram um espaço de convivência fraterna e resistiram à violência do império e do poder religioso.

A partir dessa leitura de Mateus, como podemos superar hoje a falta de diálogo, de compreensão, de solidariedade, a falta de acolhimento entre nós?

E, no final, encerramos o encontro com um delicioso almoço e uma calorosa despedida.

Fonte: CEBI PA.

situs judi bola AgenCuan merupakan slot luar negeri yang sudah memiliki beberapa member aktif yang selalu bermain slot online 24 jam, hanya daftar slot gacor bisa dapatkan semua jenis taruhan online uang asli. idn poker slot pro thailand

Seu carrinho está vazio.

mersin eskort