Bem vindo(a) ao CEBI ! (51) 3568-2560

CEBI-MS: Presépio indígena ajuda crianças a superar preconceitos

CEBI-MS: Presépio indígena ajuda crianças a superar preconceitos
22 de dezembro de 2016 Centro de Estudos Bíblicos
CEBI-MS: Presépio indígena ajuda crianças a superar preconceitos
O CEBI da cidade de Glória de Dourados realizou a inauguração de um presépio indígena no último sábado, dia 17 de dezembro. A atividade encerrou os trabalhos da Escola Bíblica CEBI Criança, organizado pela professora e pedagoga Maria José Correia Ernandes, que também coordena o CEBI na cidade.
Coordenado por Elisangela e Rios, o  grupo reúne trinta e duas crianças de 4 a 12 anos, de diferentes confissões religiosas, em um bairro na periferia da cidade. UBUNTU é o nome que escolheram para expressar que “nenhum de nós é tão bom quanto todos nós juntos”, explica a professora (é este um dos significados do termo, proveniente dos povos Zulu, da África do Sul). As atividades acontecem semanalmente desde 2015, e neste ano escolheram estudar Jesus Cristo nos Evangelhos. Em dezembro, trabalharam com João, cap. 10, “Eu vim para que todos tenham vida” e também Gálatas, cap. 3, “Somos um em Cristo”.
""
A partir da conversa sobre preconceitos, foi que eles/as chegaram à temática dos povos originários: “canalizamos a conversa para as pessoas que mais sofrem, em especial os povos indígenas, nossos vizinhos. Por isso a ideia do presépio para testemunhar nosso respeito e nossa união fazendo eco com João 10”, relata Maria José. A atividade do presépio “serviu para marcar a presença do grupo na comunidade”, explica.
Segundo dados de 2012 do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), Mato Grosso do Sul é uma das regiões com maior concentração indígena, 61.737 pessoas, apesar disso, os direitos dessa população não são reconhecidos. O relatório Violência Contra os Povos Indígenas no Brasil, organizado pelo Conselho Indigenista Missionário (CIMI) em 2016, coloca o MS como o segundo colocado entre os estados com maior número de terras indígenas ainda não demarcadas. Além da falta de reconhecimento como cidadãos de direito, a violência e o preconceito também repercutem na região.
""
Pensando em despertar a consciência das crianças sobre a questão foi sugerido que o grupo pensasse como seria um presépio com representações indígenas, como forma de abrir o diálogo sobre os espaços ocupados também dentro da religiosidade. O resultado, que contou com a ajuda de parceiros, como Múria, do CEBI-GO, Klaus, do CEBI-DF e apoio total do CEBI-MS, foi uma celebração com a comunidade, cheia de canto e dança, além das apresentações da turma da Escola Bíblica.
Você pode contribuir!
Em diversas partes do Brasil, o CEBI se dedica a atividades como essas. O trabalho de educação popular, sempre realizado por pessoas voluntárias, tem ajudado crianças a construir um mundo novo, comunidades a se organizar, mulheres a superar a violência, indígenas e quilombolas a buscar seus direitos.
O CEBI também realiza campanhas que, emergencialmente, ajudam crianças e famílias indígenas a enfrentar a fome. Confira aqui!
Neste Natal, faça seu gesto de solidariedade.
Doe qualquer quantia …  saiba como!
*As imagens foram retiradas da matéria Confira as fotos da inauguração do presépio do centro comunitário joão paulo II em Gloria de Dourados, publicado por http://regiaonline.com.