Bem-vindo ao CEBI! (51) 3568-2560 | [email protected]

CEBI Centro-Oeste: Em busca de novas melodias sobre o divino

CEBI Centro-Oeste: Em busca de novas melodias sobre o divino
14 de abril de 2015 Centro de Estudos Bíblicos
CEBI Centro-Oeste: Em busca de novas melodias sobre o divino

“Eu acredito no amor, em busca da fé eu vou…”    

Ao som desse refrão iniciou-se o encontro da Coordenação Regional, CEBI Centro-Oeste, nos dias 04 e 05/04/2015, em Ceilândia Norte (DF). Estiveram presentes: Pedro Caixeta e Múria (GO), Elizabeth (MT), Amarildo, Marisa e Nayara (MS), José das Crianças (TO), Andréia e José Esmeraldo (DF). Luiz Carlos (RO) Raquel (RO) e Érika (GO) justificaram suas ausências.

A reunião foi marcada por vários momentos fortes:

Formação, através estudo do livro “Juventude e Justiça socioambiental – Perspectivas Ecumênicas”, que levou o grupo a refletir que a temática exige “novas melodias sobre o divino”. As ausências de planejamento urbano na construção das cidades, a concentração da terra atrelada ao agronegócio como modelo de agricultura, devastação e o envenenamento de florestas e rios, por causa do uso indiscriminado de agrotóxicos e, o hidronegócio (água como mercadoria) são desafios permanentes. Ponderou-se também que Justiça Socioambiental está relacionada com território como espaço de vida. Nas palavras da Ivone Gebara “a tradição do Deus Vida inclui a necessidade do estabelecimento de regras de conduta na linha do respeito e preservação das diferentes expressões da vida”, sobretudo por parte da juventude “que com seu vigor, é capaz de uma intensa paixão pela vida da Terra…”.

A equipe fez uso do Whatsapp, meio de comunicação contemporâneo, para gravação e envio de vídeos, em solidariedade a três pessoas que passam por processos delicados relacionados a questões de saúde: Simone (DF), Lourival (GO) e Raquel Gisele (RO). A Raquel, além do aspecto saúde, perdeu a mãe por esses dias.

Outro destaque do encontro foi a celebração pascal com a presença de pessoas que contribuem com o CEBI. Entre estas: Simone, Gilberto, Maria Luísa, Marina e Sevília que conduziu o grupo com “danças da Luz, ou danças da Ressurreição”.

O encontro foi avaliado como positivo: a metodologia otimizou o tempo; novas pessoas integram a equipe; e um clima de fraternidade que paira sobre o grupo, o qual agradeceu imensamente o carinho, cuidado e acolhida por parte de Andréia Jordânia, José Esmeraldo e Mônica.

Confira Abaixo algumas imagens do encontro:

""

""

""

 Texto: Amarildo e Múria