Bem vindo(a) ao CEBI ! (51) 3568-2560

CEBI Amazônico: Justiça socioambiental e apoio aos povos indígenas são prioridade para 2015-2016

CEBI Amazônico: Justiça socioambiental e apoio aos povos indígenas são prioridade para 2015-2016
6 de novembro de 2014 Centro de Estudos Bíblicos
CEBI Amazônico: Justiça socioambiental e apoio aos povos indígenas são prioridade para 2015-2016

Roraima e Amazonas definiram nos dias 31/10 a 02/11/2014 as prioridades de atuação para os próximos dois anos. Enquanto o CEBI-AM decidiu priorizar o tema da justiça socioambiental, o CEBI-RR escolheu como eixo principal o apoio aos povos originários.

Em Roraima, o grupo vai trabalhar especialmente no esforço da superação do preconceito das próprias comunidades cristãs contra os povos indígenas. Numa região marcada pelo desrespeito aos povos nativos, pela invasão de terras indígenas por latifundiários e “arrozeiros” do sul do país, a Bíblia precisa ser instrumento de superação do preconceito e ao mesmo tempo autoafirmação dos povos originários.

O grupo do Amazonas, por sua vez, planejou desenvolver ações de formação de consciência socioambiental em conjunto com estudantes de escolas públicas da periferia de Manaus. Já para o natal de 2014, será realizada uma “gincana socioambiental”. Em linguagem juvenil, serão debatidos com ajuda da Leitura Popular da Bíblia, a produção, os padrões de consumo e a destinação correta dos resíduos sólidos, que erroneamente chamamos de “lixo”.

Oficina de PMA

A programação do próximo biênio do CEBI na Região Amazônica foi definida a partir dos indicativos que os estados já haviam tirado em suas assembleias. Tais indicativos, entretanto, foram debatidos e aprofundados numa oficina de Planejamento, Monitoramento e Avaliação, realizada com o apoio de Fastenopfer (Suíça) e da Igreja Sueca. As duas entidades vêm permitindo ao CEBI aprimorar seus processos de PMA e colocar-se de forma mais qualificada a serviço do Reino e das comunidades mais empobrecidas.

A seguir, notas de como foi a oficina, por Rui Baraúna e Antônio Enrique Romero.

O CEBI da Região Amazônica realizou em Boa Vista-RR, um encontro para debater em forma de oficina sobre o tema do Planejamento, Monitoramento e Avaliação de Projetos – PMA.
A assessoria do encontro foi realizada pelos companheiros/as Edmilson Schinelo, do Mato Grosso do Sul e Janeide Lavor, do Amazonas.
Após a mística, animada pela nossa companheira Giovana, a assessora Janeide fez a introdução ao tema, utilizando a metodologia participativa, fazendo a seguinte indagação: O que você sabe sobre o PMA?
No nosso segundo e terceiro dias de encontro, contamos com a assessoria do nosso companheiro Edmilson, que trabalhou o tema em forma de oficina. Foi inicialmente dedicado um bom momento para a análise de conjuntura nacional pós-eleição presidencial e suas implicações na vida das pessoas e dos grupos em cada um dos Estados participantes. No decorrer do encontro, os dois estados realizaram seus planejamentos (que ainda podem ser aperfeiçoados) para o biênio 2015-2016. Foram traçados os Objetivos Gerais, Objetivos Específicos, Resultados e as Atividades que possibilitarão o alcance desses objetivos com êxito.

Nova coordenação do CEBI na Região

No terceiro dia, pela parte da tarde, foi referendado o nome da companheira Nilva Baraúna como representante da Região Amazônica no Conselho Nacional (suplente: Antonio Enrique Fonseca Romero). Para a coordenação colegiada do CEBI-RR: Francisco Ribeiro, Rui Baraúna e Fátima Amaral. E para a coordenação colegiada do CEBI-AM: Pedro Pinon, Giovana Campos e Rosângela Silva.

Estiveram presentes companheiros/as do CEBI Amazonas: Pedro Pinon, Antonio Henrique, Rosa, Giovana, Rosangela, Nykollen e Heliene (criança neta da Rosangela) e do CEBI Roraima: Francisco Ribeiro, Rui Baraúna, Ivone Salucci, Maria José, Fátima Amaral, Francisca Rocha e Nilva Baraúna.