Bem vindo(a) ao CEBI ! (51) 3568-2560

Quando a Trindade me carregou no colo

Quando a Trindade me carregou no colo
8 de julho de 2020 Comunicação

Por Cláudio da Chaga Soares*

 

Quando a Trindade me carregou no colo, tal como a criança que se aquieta nos braços da Mãe, eu me silenciei em seu aconchego.

Pois, nEla, eu fui acolhido como criação e, Ela, – por me amar tanto -, fez-se Palavra/Gente e permitiu-me que sentisse o seu perfume suave e seu sorriso amigo.

Quando Deus me tomou em seu colo, o seu Sopro criador remoçou-me, renovou a minha face e  convidou-me a Esperançar utopias: vento de coisa boa, alegria do encontro  com sabor de Vida.

Ó Trindade, como é bom estar em Ti e deixar-me embalar em seus braços de Mãe. Amém!

 

*Reverendo da Comunidade Presbiteriana Unida de Vitória (IPU).