Bem-vindo ao CEBI! (51) 3568-2560 | [email protected]

Liturgia Natalina: A noite está findando. O novo dia já vem!

Liturgia Natalina: A noite está findando. O novo dia já vem!
24 de novembro de 2014 Centro de Estudos Bíblicos
Faz escuro

1. Preparação
a) Ao convidar as pessoas para as celebrações de Advento, peça que tragam ramos verdes, se possível de pinheiro ou de cipreste, porque permanecem verdes por mais tempo. Esses ramos serão usados para fazer a Coroa de Advento no primeiro encontro.

b) No primeiro encontro, prepare o ambiente simplesmente arrumando a sala onde acontecerá a celebração. Não coloque ainda nenhum símbolo natalino. Deixe que os participantes ajudem na organização do espaço.

c) Acolher as pessoas que vêm participar. Os moradores da casa dão as boas-vindas, deixando todos bem à vontade.

2. Oração inicial

a) Canto inicial. Escolher um canto apropriado para o tempo de Advento. Há algumas sugestões no final deste livrinho.

b) Invocar a presença de Deus, Pai, Filho e Espírito Santo.

c) Alguém, escolhido anteriormente, explica o motivo dos encontros. Pode-se utilizar a primeira “Ajuda para o Grupo” para fazer isto.

3. Escutar a Palavra de Deus que ilumina a nossa vida

 

a) Chave de leitura: Destacamos alguns pontos para ajudar na interpretação das leituras.

O texto do profeta Isaías é uma palavra de conforto em meio a uma situação de catástrofe. A partir de 740 a.C., os assírios começaram a avançar sobre a região. Em 722 a.C., destruíram Samaria, a capital do Reino do Norte. Em 701 a.C., sitiaram Jerusalém. O povo de Deus sofreu muito nessa época. Tudo parecia estar perdido. O profeta, então, fala que nos últimos dias, isso é, quando o terror assírio terminar, haverá uma grande mudança. O centro do mundo será o monte da casa de Deus.

Todos os povos irão para lá, em busca de ensinamento, porque de lá sairá a lei e a palavra de Deus. Deus será o juiz de todos os povos e corrigirá os seus erros. Quando isso acontecer, todas as armas do mundo – espadas e lanças – serão transformadas em instrumentos de trabalho para produzir alimentos – relhas de arado e podadeiras. Ao invés de matar pessoas, os povos de todo o mundo se preocuparão apenas em matar a fome de toda a gente. O texto termina com um convite para andar na luz de Javé.

O apóstolo Paulo anuncia que a noite está no fim, e o dia já vem chegando. Está acabando o tempo de sofrimento debaixo da velha estrutura do Império Romano. É hora de acordar do sono, porque a salvação está chegando. Aquilo que parecia ser a vitória da noite na cruz deixou de existir e se transformou no dia da ressurreição. Por isso é tempo de deixar de lado tudo o que lembra a escuridão da noite do sofrimento e passar a andar na luz dos ensinamentos do Senhor Jesus Cristo.

Mateus nos lembra que, antes do dilúvio, ninguém pensava que qualquer coisa pudesse acontecer, a não ser Noé e sua família. Assim também vai ser quando Jesus vier: a maioria das pessoas não vai estar preparada. Quem espera por Jesus Cristo e pela vinda do Reino de Deus está sempre vigiando, porque Ele pode chegar a qualquer hora. Assim como a gente nunca sabe a hora em que um ladrão vai assaltar uma casa, também não sabe quando Jesus vai chegar. Só sabe que Ele virá.

 

b) Leitura dos textos: Isaías 2.1-5; Romanos 13.11-14; Mateus 24.37-44.

c) Meditar a Palavra:

1. Qual foi a leitura de que você mais gostou? Por quê?
2. Onde e como aparece a esperança nas leituras?
3. Quais são as esperanças que precisamos para hoje?
4. Há sinais de que a esperança está se tornando realidade?
5. Qual é a mensagem destas três leituras para os dias de hoje?

4. Celebrar a Palavra
1. Vamos transformar em preces aquilo que descobrimos no encontro de hoje e as esperanças que temos. Cada pessoa que faz uma prece pode colocar o ramo verde que trouxe na Coroa de Advento. Após cada prece, vamos repetir o refrão: A NOITE ESTÁ FINDANDO. O NOVO DIA JÁ VEM! (colocar as velas na coroa e acender uma delas).

2. Vamos assumir o compromisso com as nossas esperanças. O que podemos fazer bem concretamente para que elas comecem a se realizar?

3. Vamos rezar o Salmo 122 (121). Salmo 122 fala da alegria de ir ao encontro de Deus na sua casa e da importância de orar pela paz. Se as pessoas se encontram na casa de Deus, isto é, no lugar em que a sua comunidade está reunida, a alegria e a paz tomam conta de tudo e de todos. Vamos orar para que essa alegria e essa paz estejam presentes em nossas vidas e na vida de todas as pessoas.

4. Rezar o Pai-Nosso.

5. Canto final.

Uma ajuda para o grupo

Advento é tempo de esperança, é tempo de vigília e tempo de alegria pela paz.

A Coroa de Advento

Instruções para montar uma Coroa de Advento:

a) Faça um aro de arame suficientemente resistente para não entortar.

b) Em torno desse aro, prenda ramos de pinheiro ou de cipreste, amarrando-os com linha ou barbante, até atingir uma espessura de 10 a 15 centímetros. Pode-se utilizar também outros ramos verdes. A desvantagem é que secam mais rapidamente.

c) Enrole uma fita vermelha em torno dos ramos, em forma de espiral.

d) Coloque quatro velas, dispostas em cruz, sobre a coroa.

O significado da Coroa de Advento:

A tradição da Coroa de Advento surgiu na Europa. A época de Advento, as quatro semanas antes do Natal, é uma época muito fria e escura naquela região. A neve encobre tudo, e o frio gelado desfolha quase todas as árvores. A natureza toda fica como morta. Só os pinheiros e alguns tipos de cipreste permanecem verdes em meio à neve.

Por causa disso, a cor verde dos pinheiros passou a servir de símbolo para a Esperança. Embora tudo pareça estar no fim, perdido e morto, a nossa fé nos dá a esperança de que a Vida venceu a morte. Este é também o significado da coroa de ramos verdes. Nas olimpíadas na antiga Grécia, os vencedores recebiam uma coroa de folhas de louro como prêmio. Por isso, a coroa se tornou o símbolo da vitória. Jesus Cristo venceu a morte e a escuridão, o pecado e o sofrimento. A Coroa de Advento representa a vitória de Cristo.

Na mesma direção apontam as quatro velas. Jesus Cristo é a Luz do Mundo. Na noite escura, as pequenas velas permitem ver o que está a nossa volta. Elas também nos lembram os profetas que, no Antigo Testamento, anunciavam a vinda do Messias. Lembram o texto de Isaías 9,2 e 6: “O povo que andava em trevas viu grande luz, e aos que viviam na região da sombra da morte resplandeceu-lhes a luz. (…) Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu; o governo está sobre os seus ombros; e o seu nome será: Maravilhoso Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz”.

A cor vermelha da fita que envolve a coroa representa liturgicamente o amor de Deus e a ação do Espírito Santo. Vermelho é a cor do sangue e do fogo: o sangue de Jesus, derramado por nós; o fogo de Pentecostes.

Assim, fé e esperança estão fortemente simbolizadas na Coroa de Advento.

A palavra “advento” significa “vinda, chegada”. O Advento é o tempo em que nós esperamos por aquele que vem, aquele que está chegando. Jesus Cristo vem! Por isso Advento é tempo de alegria, de fé e de esperança.

Faz escuro, mas eu canto!

Um poema de Thiago de Mello, poeta amazonense embrenhado na floresta, é, sem dúvida, um dos mais belos poemas para dizer do nosso jeito brasileiro o que é o Advento. Chama-se “Madrugada camponesa”.

 

Madrugada camponesa

Faz escuro ainda no chão,
Mas é preciso plantar.
A noite já foi mais noite,
A manhã já vai chegar.

Não vale mais a canção
Feita de medo e arremedo
Para enganar solidão.
Agora vale a verdade
Cantada simples e sempre,
Agora vale a alegria
Que se constrói dia-a-dia
Feita de canto e de pão.

Breve há de ser (sinto no ar)
Tempo de trigo maduro.
Vai ser tempo de ceifar.
Já se levantam prodígios,
Chuva azul no milharal,
Estala em flor o feijão,
Um leite novo minando
No meu longe seringal.

Madrugada da esperança,
Já é quase tempo de amor
Colho um sol que arde no chão,
Lavro a luz dentro da cana,
Minha alma no seu pendão.

Madrugada camponesa.
Faz escuro (já nem tanto),
Vale a pena trabalhar.
Faz escuro, mas eu canto
Porque a manhã vai chegar.