Bem vindo(a) ao CEBI ! (51) 3568-2560

O Dinamismo da Missão Vem do Amor Pessoal a Jesus

O Dinamismo da Missão Vem do Amor Pessoal a Jesus
28 de abril de 2022 Comunicação

Pedro e outros seis discípulos estão em plena missão. Aparentemente fazem tudo do jeito certo, mas a frustração enche o barco, e faz pesar o coração. “Não pescaram nada naquela noite…” Jesus lhes havia dito que era preciso realizar as obras de Deus enquanto é dia, porque “vem a noite, quando ninguém poderá trabalhar” (Jo 9,4). Não estaria faltando aos pescadores discípulos um vínculo mais profundo com o próprio Jesus Cristo? Ou será que não faltava colocar em prática a lição do despojamento radical? “Se o grão de trigo que cai na terra não morre, fica só…” (Jo 12,24).

Mas Jesus continuava presente e próximo deles, nos altos e baixos da missão. “Já de manhã, Jesus estava na praia, mas os discípulos não sabiam que era Jesus…” Cegos pela catarata do fracasso, não conseguiam mais ver o essencial. Mesmo que aqueles olhos cansados não conseguissem ver, Jesus Cristo continuava sendo uma presença discreta e fecunda nas idas e vindas dos discípulos. E continuava tratando-os com amizade e afeto: “Filhinhos, tendes alguma coisa para comer?” Jesus os convida a mergulhar na dura realidade das próprias carências.

Acolhendo a palavra de Jesus, os discípulos recomeçam o trabalho, e são surpreendidos pelos resultados. Pegam ‘uma multidão’ de peixes. Será que não era exatamente ali, no lado direito do barco, que estava a ‘multidão’ de doentes, cegos, coxos e paralíticos que não conseguiam caminhar por si mesmos? Não deveriam ser eles os primeiros interlocutores e beneficiários da missão? O segredo do êxito da missão da Igreja não estaria exatamente no voltar-se para os oprimidos? A conversão pastoral da Igreja não consiste em sair às periferias?

Na obediência a Jesus está embutida uma relativização dos próprios conceitos e, frequentemente, uma desobediência às ordens vindas dos sistemas de coerção. Perseguidos, presos e ameaçados pelas autoridades judaicas, os apóstolos obedecem a Deus, deixam a prisão, vão à praça e continuam a missão! (cf. At 5,27-41) E os frutos do trabalho abrem os olhos deles à presença de Jesus, embora só o discípulo amigo seja capaz de reconhecê-lo e passar a notícia adiante. Então Pedro, fazendo as vezes de líder, ‘amarra a túnica na cintura’ e se lança, no mar, no serviço.

Ninguém pergunta pela identidade de Jesus, pois isso estava claro para todos. Para arrematar a ceia que lhes havia preparado à beira do mar, Jesus se dirige a Pedro perguntando: “Simão, filho de João, tu me amas mais que estes?” Jesus interroga o líder do grupo, e questiona a expectativa de um Messias poderoso que eles alimentam. No fundo, Jesus quer fazer Pedro revelar se a sua liderança tem motivação e horizonte evangélicos ou se é permeada de ambições inconfessáveis.

Quem pergunta é o Cordeiro imolado, o humilhado exaltado e confirmado por Deus. Pedro responde afirmando sua amizade por Jesus, e escuta que amar Jesus significa dedicar-se ao seu rebanho, e que não há missão ou autoridade eclesial sem amor a Jesus. Estaria Pedro lembrado das palavras ditas por Jesus: “Ninguém tem maior amor do que aquele que dá a vida por seus amigos. Vós sois meus amigos se fizerdes o que eu vos mando” (Jo 15,13-14)? A cada resposta afirmativa de Pedro, Jesus acrescenta um mandato: “Cuida dos meus cordeiros.”

Com estas palavras, Jesus afirma que amá-lo implica na missão de providenciar segurança e alimento para os mais pequenos e humildes (cuidar dos cordeiros); liderar conduzindo à liberdade (pastorear as ovelhas); guiar à vida dando a própria vida (cuidar das ovelhas). São variações de uma mesma e única missão, radicalmente voltada para fora. As ovelhas e cordeiros pertencem a Jesus, e não a Pedro ou à Igreja. Sem amor pelo Cristo despojado, e sem disposição de dar a vida pelo próximo, não há autoridade evangelicamente legítima, não há missão frutuosa.

Jesus de Nazaré, pão da vida, pescador de outros mares: queremos ser teus discípulos/as e frequentar a tua escola de vida e missão. Queremos permanecer unidos/as a ti, alimentando-nos à tua mesa, obedientes e livres, dispostos/as a testemunhar um amor mais forte do que a morte, desejosos/as de eestar contigo onde quer que estejas, participando da tua missão. Oxalá aprendamos a amar a ti antes e mais que tudo e que todos, pois nos ensinas que não há verdadeira autoridade e missão sem amor total a ti. Assim seja! Amém!

Itacir Brassiani msf

Liga228 situs judi bola merupakan situs judi bola online dengan pasaran terlengkap.

Kunjungi situs judi bola terlengkap dan terupdate seluruh asia.

Situs sbobet resmi terpercaya. Daftar situs slot online gacor resmi terbaik. Agen situs judi bola resmi terpercaya. Situs idn poker online resmi. Agen situs idn poker online resmi terpercaya. Situs idn poker terpercaya.

situs idn poker terbesar di Indonesia.

List website idn poker terbaik.

Game situs slot online resmi