Reflexão do Evangelho

A Apóstola da Samaria

Evangelho de João 4, 5-42

Nessa leitura Jesus nos convida a viver e meditar o seu encontro com uma Mulher Samaritana. A comunidade joanina, como reflexo dos seus valores, confere à Mulher um lugar de importância. Sabemos o quanto a Lei Mosaica exalta que um judeu seja fiel a ela para ter vida longa, riqueza, e muitos filhos. Os homens deviam manter-se longe das mulheres, sequer podiam conversar com elas em público, ainda que fossem esposa ou filhas.

Logo no início da leitura, o texto nos apresenta um Jesus que escolhe andar por um caminho proibido para os judeus, e cansado chega a um poço, em pleno meio-dia. Na sequência aproxima-se uma mulher. Uma mulher samaritana! A leitura nos lembra que judeus não se dão bem com os samaritanos. Dá para imaginar a surpresa dela, ao ver um homem, e judeu, à beira do poço e ainda pedindo que ela lhe desse de beber. O espanto foi tanto que ela, até de forma meio atrevida, pergunta ao estranho: “Como é que sendo tu um judeu pedes de beber a mim, que sou uma mulher samaritana?”. Jesus continua a conversa, dizendo que ele poderia até lhe dar uma água diferente, pois quem dela bebe não tem mais sede.

A mulher continua desafiando o homem que está diante dela: ele fala em me dar uma água estranha, mas como, se ele não tem nem balde e nem corda. A samaritana desafia Jesus mais uma vez perguntando-lhe se por acaso ele pensa ser maior do que seu Pai Jacó que fizera aquele poço. Jesus reponde, procurando despertar nela a curiosidade e a ideia de que existe uma “outra água”. A mulher samaritana, então, pede que Jesus lhe dê desta água. Jesus, percebendo que o seu entendimento ainda está na superficialidade, continua a conversa entrando na sua vida, na sua história. Pede que ela vá chamar o seu marido. A mulher lhe responde: eu não tenho marido. Jesus faz alusão aos cinco maridos referindo-se ao drama de Samaria quando ela fora tomada pelos Assírios, ocasião em que tiraram o povo de lá e trouxeram pessoas de cinco outros lugares, com deuses e práticas pagãs, totalmente diferentes das suas práticas religiosas.

A mulher samaritana se surpreende e reconhece Jesus como um Profeta e lhe faz outra pergunta provocativa, desta vez em um outro nível. Mostra seu conhecimento religioso e lhe pergunta, qual o melhor lugar para adorar a Deus, se na montanha, como diziam seus antepassados ou em Jerusalém, como diziam os judeus. Jesus a surpreende respondendo que chegará a hora, o momento, em que os verdadeiros adoradores irão adorar o Pai em Espírito e em Verdade. A mulher samaritana percebe que ainda há muito o que entender, diz que ainda vai chegar um Messias, e que vai fazer com que entendam todas as coisas. Jesus, então, se revela: “Esse Messias sou eu, que estou falando com você” e ela reconhece Jesus como o Messias. Sente-se exultante, alegre, feliz, transformada para viver uma outra realidade. Esquece balde, poço e corre para a cidade, anunciando o que tinha acontecido. Dizia: “Venham ver um homem que disse tudo que eu fiz. Será que ele não é o Messias”? Interessante notar que ela pergunta, não afirma ter visto o Messias. Conta o que aconteceu e muitas pessoas acreditaram, tal a firmeza com que falava. Os samaritanos vão ao encontro de Jesus e pedem para que ele fique com eles. Jesus ali permanece por dois dias.

Os discípulos, que tinham ido comprar mantimentos, quando chegaram ao Poço, viram Jesus conversando com a mulher, ficaram admirados, mas não perguntaram nada. Os discípulos também pareciam não entender a profundidade da missão para a qual estavam sendo preparados. Aos poucos os seus olhos vão se abrindo, como os olhos da Mulher se abriram, levando-a a anunciar a chegada do Messias e a convocar as pessoas da cidade para ir conhecê-lo.

Esse relato é tão bem contado, que até podemos nos ver como a samaritana, que entendeu o sentido da Água Viva, ou como os discípulos que seguindo Jesus foram descobrindo aos poucos o seu verdadeiro alimento. Que consigamos logo largar o jarro e correr, como a Samaritana, contando nossas histórias e as histórias de Jesus, convidando novas pessoas a entender e conhecer o valor transformador do Amor de Jesus em nós!

Autora
Sou Norberta, moro em Fortaleza. Ler e estudar Bíblia me faz muito feliz! Faço parte do CEBI-CE, onde iniciei meus estudos bíblicos.

situs judi bola AgenCuan merupakan slot luar negeri yang sudah memiliki beberapa member aktif yang selalu bermain slot online 24 jam, hanya daftar slot gacor bisa dapatkan semua jenis taruhan online uang asli. idn poker slot pro thailand

Seu carrinho está vazio.

mersin eskort