Notícias

Seminário do  CEBI Centro-Oeste

Nos dias 10 a 12 de março de 2023 pessoas do Cebi Centro-Oeste participaram de um seminário de aprofundamento sobre critérios bíblicos para superação da fome, em diálogo com o lema da Campanha da Fraternidade 2023, da ICAR (Igreja Católica Apostólica Romana): “Dai-lhes vós mesmos de comer” (Mt 14, 16).

O encontro aconteceu em Brasília (DF) e foi assessorado pela Pastora Romi Bencke. Ela iniciou a fala provocando o grupo a pensar que é preciso ir além da superação da fome. É necessário refletir sobre questões relacionadas à segurança alimentar. Existe segurança alimentar com transgênicos? Existe segurança alimentar com monocultivos? Existe segurança alimentar com agrotóxicos? A fome é consequência de que? Por que a necessidade de campanhas para amenizar os impactos da fome em um país que produz alimentos? É possível perceber que a fome não está concentrada num grande centro urbano. Ela está em todos os lugares. O problema é a falta de alimentos? Não! A questão é a não distribuição dos alimentos e os usos da terra.

Ações emergenciais que amenizam os impactos da fome precisam acontecer, pois a fome é real; têm muitas pessoas que precisam comer hoje, quem tem fome tem pressa. Porém, realizar ações emergenciais sem pautar debates críticos sobre a insegurança alimentar, sem olhar para o modelo de produção de alimentos no Brasil, é concretizar ações vazias.

E na perspectiva desse olhar crítico, a Romi propôs a leitura do texto bíblico de Gênesis 41, no qual as pessoas, em grupo, foram orientadas a observar:

O que o texto de Gênesis 41 tem de esquisito que não resolve a questão da fome? Qual o papel desempenhado por José nessa história? Cada grupo propor dois textos bíblicos que são mais coerentes com um projeto de justiça, do que a solução encontrada por José, em Gênesis 41.

Após os trabalhos em grupo, a Romi fez várias considerações. Entre estas, assinala-se: o texto de José do Egito nos faz pensar sobre o sentido da democracia. Podemos falar de democracia em um país desigual, que está no mapa da fome? Enquanto tivermos pessoas com fome, o projeto antidemocrático e fascista continua. O texto de Gênesis 41 apresenta uma narrativa bem coesa, e possui uma intencionalidade que está muito comum atualmente no mundo religioso, onde tende-se a reforçar narrativas que legitimam e justificam desigualdades. Não se faz abordagem críticas sobre o papel da religião na sociedade; o que se reforça são as leituras bíblicas que justificam a fome, os preconceitos, o racismo, a violência contra as mulheres. A religião tem sido usada como um instrumento ideológico muito forte. José foi alçado a um espaço de poder, mantendo uma aliança entre a monarquia e a religião. E aqui entra o papel do Cebi e do movimento ecumênico como um todo, pois essa aliança permanece e torna a religião uma força ideológica de controle.

Quando José apresenta um projeto para superar os 7 anos de escassez, ele cria uma política sem debate público para prevenir a fome. Processos coletivos, estratégias coletivas foram totalmente deixadas de lado no texto de Gênesis 41. José poderia ter buscado outros caminhos, por exemplo, interpretar para o povo empobrecido e não para o faraó. As pessoas organizadas em tribos tinham um sistema para que as pessoas tivessem acesso aos alimentos. Provavelmente as pessoas tinham saída para enfrentar o período de escassez. Quais são as saídas apresentadas pelos povos e comunidades das periferias para enfrentar a fome? Quais são as outras chaves que surgem para se falar sobre a fome? A fome sempre resulta de algo.

Por fim, a Romi também refletiu sobre as simbologias presentes no texto de Gênesis 41. As vacas magras e feias devoraram as vacas gordas; as espigas mirradas devoraram as espigas belas. O que isso pode simbolizar? Pessoas empobrecidas são ameaça para os interesses do faraó. Por isso, precisam ser controladas. José estava preocupado em acabar com a fome ou organizar um sistema junto com o faraó, para manter um grupo faminto controlado, a fim de evitar saques?

É preciso problematizar a questão da fome. Assim, o papel do Cebi é continuar oferecendo perspectivas de reflexões críticas para não se legitimar as desigualdades, mas discutir a fome como questão estrutural.

O seminário contou com a participação de 20 pessoas, de denominações cristãs distintas (Anglicana, Metodista, Católica Romana), vindas de Rondônia, Tocantins, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Distrito Federal e Goiás, as quais sistematizaram uma proposta de atividades enquanto Cebi Centro-Oeste, em diálogo com o objetivo escolhido na última Assembleia Nacional do Cebi.

Algumas falas sobre os dias:

“Esse momento aqui foi um espaço para abrir horizontes”.

“Foi muito aconchegante. As partilhas de experiências e os momentos de oração foram muito fortes”.

Fiquei com a sensação: Sobrevivemos! Enquanto Cebi, enquanto democracia. Foi bem gratificante. Deu um sopro na nossa chama que estava apagada”.

“Eu estava ansiosa por esse momento pós-pandemia da Covid-19, para dizer sobre a necessidade de nos encontrar, dizer de nós, dizer que a esperança está acesa”.

CEBI Centro-Oeste, 13 de março de 2023.

situs judi bola AgenCuan merupakan slot luar negeri yang sudah memiliki beberapa member aktif yang selalu bermain slot online 24 jam, hanya daftar slot gacor bisa dapatkan semua jenis taruhan online uang asli. idn poker slot pro thailand

Seu carrinho está vazio.

mersin eskort
×