Bem vindo(a) ao CEBI ! (51) 3568-2560

Pastoral da AIDS realiza Seminário Nacional de Prevenção

Pastoral da AIDS realiza Seminário Nacional de Prevenção
28 de setembro de 2015 Centro de Estudos Bíblicos
Pastoral da AIDS realiza Seminário Nacional de Prevenção
Com objetivo de analisar, na perspectiva da prevenção, a atual conjuntura do enfrentamento da Aids, será realizado entre os dias 02 e 04 de outubro, a 13ª edição do Seminário Nacional de Prevenção ao HIV, em Porto Alegre/RS. A atividade promovida pela Pastoral da Aids, em parceria com a Casa Fonte Colombo – Centro de Promoção da Pessoa Soropositiva-HIV e a Escola superior de Teologia e Espiritualidade Franciscana – ESTEF num cenário em que, segundo o último relatório do Programa das Nações Unidas sobre HIV – UNAIDS, estima-se que 36,9 milhões de pessoas em todo o mundo vivam com o vírus, mas só metade delas sabem.

Entre os convidados está Dr. Fábio Mesquita, diretor do Departamento Nacional de DST, Aids e Hepatites Virais (Ministério da Saúde); Maria Clara Gianna, coordenadora da Política de Aids em São Paulo (CRT DST/Aids-SP); Veriano Terto, Jr. docente no Instituto de Estudos em Saúde Coletiva da Universidade Federal do Rio de Janeiro (IESC/UFRJ) e membro da Associação Brasileira Interdisciplinar de Aids (ABIA); Rubens Duda, do Programa Municipal de DST e Aids de São Paulo; Luiz Carlos Susin, frei capuchino, doutor em Teologia pela Pontifícia Universidade Gregoriana de Roma, é professor na PUCRS e Ricardo Charão, ex-coordenador estadual de DST/Aids do Rio Grande do Sul.

De 2000 a 2014, o número de infecções no mundo caiu 35% e passou de 3,1 milhões para 2 milhões no ano passado. O número de mortes também caiu 41% nesses 15 anos. Entretanto, no Brasil, os casos de infecção ao HIV cresceu 11% entre 2005 e 2013 no Brasil, acreditando-se que cerca de 734 mil pessoas vivam com o vírus. Preocupa ainda o fato de que a aids continua a crescer na população juvenil. Entre os jovens do sexo masculino de 15 a 19 anos, o número de casos aumentou mais de 50% na última década. Neste sentido, pretende debruçando-se sobre a experiência da medicalização, suficiência da rede de atenção, papel da rede básica, superação da “ditadura do preservativo”, incorporação de novas tecnologias, papel das organizações da sociedade civil e compreensões da sexualidade.

Segundo Frei José Bernardi, secretário executivo da Pastoral da Aids, este é um evento que acontece anualmente sobre os desafios que a epidemia apresenta no campo da prevenção. Ele acredita que “enquanto há novas infecções, ainda temos necessidade de respostas novas e de novas estratégias para evitar que o contágio continue”. Por reunir diversas lideranças, ele acredita que “é uma oportunidade para animar as equipes que se dedicam em todo o Brasil e incentivar práticas promissoras”. “O evento é importante também, porque proporciona diálogo entre os agentes de pastoral e profissionais da área da saúde, estudiosos que estão pesquisando nas universidades e gestores das três esferas de governo, responsáveis pela implementação de políticas públicas no campo do HIV e aids”, acrescenta.

PROGRAMAÇÃO

Para Frei Carlos Lunardi, assessor da Pastoral da Aids, o seminário traz novamente a preocupação da prevenção e quer conscientizar e comprometer os agentes no engajamento e na disseminação de informação correta e segura para a prevenção. “Ainda não chegamos: o permanente desafio da prevenção” é o tema desta atividade, que quer pautar a situação vivida em relação à epidemia.

Além da cerimônia de abertura, o seminário terá três grandes conferências com os temas: “Evidências da eficácia da estratégia ‘testar e tratar’ no Brasil”; “Como equacionar prevenção em populações-chave e população em Geral?” e “Como tratar a sexualidade para impactar na prevenção do HIV?”. O momento também será de integração, celebração e compromisso para as equipes de pastoral espalhadas nas dioceses do Brasil.

De acordo com o assessor, a novidade que o seminário quer trabalhar é reafirmar aos agentes de pastoral, lideranças do movimento social e gestores que estarão presentes, que ainda se faz necessário investir na prevenção e que precisamos urgentemente dialogar – gestão, sociedade civil, serviços e sociedade – na busca de unidade e consenso para um eficaz enfrentamento do HIV e da Aids” em sintonia com o apelo expressado na carta do Papa Francisco enviada à 8ª Conferência da Sociedade Internacional da Aids, em julho, no Canadá. “É urgente a união de esforços de todos os setores sociais”, reforça.

PASTORAL DA AIDS – UM DESAFIO DE SOLIDARIEDADE

Instituída em 2002, a Pastoral da Aids é um serviço  da Igreja Católica do Brasil que atua no enfrentamento da epidemia do HIV, que colabora na contensão desta epidemia em parceria com outras igrejas, profissionais de saúde, gestores governamentais e organizações da sociedade civil. Tem sido presença em todos os regionais da CNBB, num contínuo processo de implantação nos diversos estados e municípios.

“O desafio da prevenção permanece, a epidemia da Aids ainda não foi vencida” destaca Lunardi. Muitas novas infecções acontecem e amargamos ainda altos índices de óbitos. A Igreja Católica, através da Pastoral da Aids, que é um importante serviço no cenário Brasileiro, tem ampla atuação nas dioceses e paróquias com ações concretas junto à população.

“O sonho de todos é que nenhuma pessoa se infecte mais pelo HIV”, comenta Frei Carlos Lunardi, assessor nacional da Pastoral da Aids. Segundo ele, “a Pastoral da Aids tem investido esforços e recursos na capacitação de agentes multiplicadores para que desenvolvam ações de prevenção, informação e orientação de toda a população com atenção especial em áreas e populações mais desassistidas”. “Também temos um trabalho permanente de elaboração de materiais, desenvolvimento de campanhas sobre o diagnóstico precoce, compreendendo que tratar também é uma forma de prevenir e grandes concentrações de população por ocasião da vigília pelos mortos de Aids e no primeiro de dezembro, dia mundial de luta contra a Aids”.

SERVIÇO

XIII SEMINÁRIO NACIONAL DE PREVENÇÃO AO HIV
Data: 02 à 04 de outubro de 2015
Local: Auditório Dom Helder Câmara
Endereço: Rua Tomás Edison, 212 (ao lado da Igreja Santo Antônio do Partenon – Porto Alegre/RS)
Contatos: 51 3346-6405 (Cristiane Saraiva) ou secretaria@fontecolombo.org.br