Bem vindo(a) ao CEBI ! (51) 3568-2560

Papo reto aos Crentes

Papo reto aos Crentes
20 de agosto de 2018 CEBI Secretaria de Publicações

por Ras André Guimarães*

O que dizer diante dessa onda xenofóbica?

Para princípio de conversa tenho como referência (abaixo) dois fragmentos de textos bíblicos. Sei que foram escritos em momentos distintos, mas não podemos desprezar o fato de que esses textos expressam responsabilidades aos que professam a Fé Cristã hoje.

Êxodo 22: 21. Ao estrangeiro não maltratarás, nem o oprimirás; pois vós fostes estrangeiros na terra do Egito. Bíblia versão JFA
Mateus 25: 43. era forasteiro, e não me acolhestes; estava nu, e não me vestistes; enfermo, e na prisão, e não me visitastes. – Bíblia versão JFA

Eu me pergunto: Que teologia está sendo ensinada nas igrejas cristãs do Brasil?

Uma religião que tem como base teológica a experiência de um conjunto de pessoas que o tempo todo vive a condição de refugiado ou de imigração, não pode ter como “fiéis” pessoas que maltratam e ofendem pessoas em situação de imigração ou de refugiados.

O raciocínio é bem simples:

No primeiro testamento Abraão para obedecer a Deus se torna um imigrante.

O povo hebreu foi um povo literalmente imigrante e recebe orientação de Deus para não maltratar o estrangeiro.

No segundo testamento Jesus ao nascer, segundo o Evangelho de Mateus, se torna junto aos seus pais um refugiado.

A leitura extremamente espiritualizada e alienante não consegue sinalizar que existia relações sociais e gestos de resistência na experiência das pessoas mencionadas nas escrituras.

Essa infeliz leitura coloca tudo na conta de uma interpretação descolada da vida. E isso engendra uma impostura coletiva e adoecida de xenofobia contra pessoas que precisam ser acolhidas em sua condição de imigrantes ou de refugiados.

Precisamos acolher novas hermenêuticas que sejam capazes de mudar essa postura anti cristã e xenofóbica!

Paz e Bem!

Texto partilhado por Ras André Guimarães, participa do CEBI-RJ.