Bem vindo(a) ao CEBI ! (51) 3568-2560

Pe. Amaro da CPT-Pará é preso injustamente!

Pe. Amaro da CPT-Pará é preso injustamente!
3 de abril de 2018 CEBI Secretaria de Publicações
pela liberdade dos ativistas sociais
Na manhã desta terça-feira (27), o padre Amaro Lopes foi detido na cidade de Anapu, no Pará. Segundo a rede de notícias Xingu230, a prisão preventiva de Amaro Lopes “é resultado de inquérito policial no qual o padre foi indiciado pelos crimes de extorsão, ameaça, esbulho possessório e assédio sexual, informou a Polícia Civil”.

Leia as últimas informações sobre o caso:

Movimentos sociais do campo, em especial a Comissão Pastoral da Terra (CPT), foram surpreendidos com a prisão arbitrária do Pe. Amaro Lopes da Silva, da Prelazia do Xingu e agente da CPT de Anapu, Pará.

Pe. Amaro foi amigo e companheiro direto na defesa dos pequenos agricultores e da terra, junto à irmã Dorothy. Desde que ela foi assassinada, em 2005, ele tomou a frente as lutas em Anapu e sempre foi perseguido por isso, sendo inclusive ameaçado várias vezes de morte.

Pe. Amaro está sendo transferido para o mesmo presídio em que se encontra o assassino da Irmã Dorothy, em Altamira, aumentando ainda mais os riscos contra sua vida.

É necessário dar visibilidade a mais esse atentado à democracia! Pe. Amaro é um defensor de direitos humanos e está sendo ameaçado e criminalizado pelo sistema político da região, que é comandado pelo grande latifúndio.

A detenção

O padre Amaro Lopes estava em um veículo seguindo para um ponto de ônibus quando foi abordado pela polícia, levado até a casa onde mora e lá uma busca e apreensão foi realizada. Vários documentos foram recolhidos pela polícia civil, que estava com apoio da PM.

Por volta das 8:20h o delegado de Anapu Rubens Mattoso confirmou a prisão do padre, e informou que daria mais detalhes em breve.

Nossa equipe fez contato com a prelazia do Xingu que informou em Anapu, que vai acompanhar o caso e acionar advogados. Em Anapu estão atuando nas paróquias, Padre Amaro e Padre Bento, mas apenas o padre Amaro Lopes foi detido e levado para a delegacia.

A operação foi realizada por polícias militares, delegados da Superintendência Regional do Xingu e investigadores além de equipe da DRCO – Divisão de Repressão ao Crime Organizado.

A detenção do padre causa alvoroço na cidade que foi por várias vezes, sacudida por crimes brutais e por disputas por terra.

Motivo

A prisão preventiva de Amaro Lopes é resultado de inquérito policial no qual o padre foi indiciado pelos crimes de extorsão, ameaça, esbulho possessório e assédio sexual, informou a Polícia Civil. O preso foi transferido de Anapu para Altamira, para ficar recolhido no presídio local à disposição da Justiça.

Padre Amaro

É um líder comunitário e um dos mais ativos coordenadores da Pastoral da Terra no Pará, polêmico por defender a regularização fundiária e assentamentos para famílias carentes na região, trabalho que foi defendido por Dorothy Stang, morta em fevereiro de 2005 no PDS Esperança. Recentemente um motorista do Padre Amaro foi preso com arma de fogo municiada e sem o porte devido.

Mais detalhes a qualquer momento.

Fonte: Atualizações sobre o caso via Portal das CEB´s, e informações de Felype Adms, publicado nas redes de Xingu230.

Foto de capa: Lalo de Almeida.