Bem vindo(a) ao CEBI ! (51) 3568-2560

Oposição vai protocolar “superpedido” de impeachment de Bolsonaro em 30 de junho

Oposição vai protocolar “superpedido” de impeachment de Bolsonaro em 30 de junho
25 de junho de 2021 Comunicação

Documento tem apoio de ex-aliados do presidente e aponta supostos crimes de responsabilidades

Paulo Motoryn
Brasil de Fato: Brasília (DF)

 

Organizações, movimentos sociais, parlamentares, partidos políticos de oposição e ex-aliados do governo federal fizeram reunião, na manhã desta quinta-feira (24/6), para articular um pedido de impeachment unificado contra o presidente Jair Bolsonaro. No encontro, definiram que o documento será protocolado em 30 de junho, às 14h.

Segundo o grupo, “a peça inclui o conjunto de crimes cometidos pelo atual presidente da República desde que tomou posse em 2019, sendo a maioria os crimes cometidos durante a pandemia, que resultaram na morte de mais de 500 mil brasileiros”. O protocolo do pedido será sucedido por um ato político em Brasília, com participação de líderes políticos e movimentos sociais. Na ocasião, os responsáveis pela apresentação do documento concederão entrevista coletiva.

O movimento tenta reunir o maior número de autores de documentos já protocolados na Câmara dos Deputados e construir um “mega-pedido” de impeachment. Entre os presentes, estão representantes da Frente Povo Sem Medo, a Frente Brasil Popular, o grupo de advogados Prerrogativas e outras entidades também fazem parte da articulação.

Leia também: Sakamoto: Fome, “filha” de Bolsonaro, também estava nos protestos pelo impeachment

Segundo o grupo, a articulação tem pessoas de “esquerda, centro e direita”. Ex-aliados de Bolsonaro assinam o “superpedido” de impeachment, como os deputados federais paulistas Alexandre Frota (PSDB) e Joice Hasselmann (PSL).

O pedido unificado faz parte de um “calendário de lutas” organizado por movimentos sociais. O planejamento inclui manifestações de rua agendadas para 24 de julho. Os protestos, segundo o grupo, podem servir como ferramenta de pressão para que o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), dê andamento ao processo de impeachment.

Com isso, a oposição ao presidente pretende dar mais força ao impedimento. Os principais líderes apontaram, durante o encontro, que o desgaste de Bolsonaro no escândalo de compra superfaturada da vacina indiana Covaxin pode potencializar a ação. Contudo, por enquanto, a probabilidade da ideia prosperar na Casa é baixa.  De acordo com levantamento atualizado pela Agência Pública, já foram protocolados 121 documentos ao presidente da Câmara dos Deputados, sendo 68 pedidos originais, 7 aditamentos e 46 pedidos duplicados.

Saiba mais: Novas manifestações contra Bolsonaro e pela vacina são confirmadas para o 24 de julho

Até agora, apenas 6 pedidos foram arquivados ou desconsiderados. Os outros 115 aguardam análise. O monitoramento aponta ainda que 1507 pessoas e mais de 500 organizações assinaram pedidos de impeachment de Bolsonaro.

Segundo pesquisa realizada de 21 a 23 de junho pelo PoderData, divisão de estudos estatísticos do Poder360, Bolsonaro é considerado “ótimo” ou “bom” por 28% da população brasileira. A fatia dos que avaliam o presidente como “regular” é de 19%. Os que consideram o chefe do Executivo como “ruim” ou “péssimo” são 50%. A margem de erro é de dois pontos percentuais.

Edição: Rodrigo Chagas

 

Foto de chamada legenda/crédito  : Protestos de rua pedem o impeachment do presidente Jair Bolsonaro – Paulo Pinto / AFP

 

Materia publicada no Portal Brasil de Fato: https://www.brasildefato.com.br/2021/06/24/oposicao-vai-protocolar-superpedido-de-impeachment-de-bolsonaro-em-30-de-junho