Bem vindo(a) ao CEBI ! (51) 3568-2560

Missão Ecumênica junto aos povos indígenas do MS

Missão Ecumênica junto aos povos indígenas do MS
14 de julho de 2016 Centro de Estudos Bíblicos
Missão Ecumênica junto aos povos indígenas do MS
Da Semente de Simeão Vilharva
aos frutos de Nhanderu Marangatu,
Da CPI do CIMI à CPI Genocídio
Da morte a resistência de Apyka´i.

A partir da Missão Ecumênica a favor da vida dos Kaiowá Guarani e dos povos indígenas do estado do Mato Grosso do Sul (MS), realizada em outubro de 2015 nessa região, muitas forças se juntaram. Com a graça divina uma boa parte veio pra somar juntos aos povos, em seus modos de vida e de organização social. Não havendo como ser diferente em um estado com tamanho histórico de violência contra os indígenas, forças contrárias à vida em abundância para todos e todas também se organizaram.
 
Para estas forças o simples fato  de que um índio existir já incomoda, porque atrapalha o modelo de desenvolvimento. A prova disso são as inúmeras tentativas de despejo, e de deslegitimação do movimento indígena e de suas lideranças.
Nesses últimos dias, mais um brutal ataque que resultou no assassinato do agente de saúde Kaiowá Clodiodi de Souza e deixou pelo menos outros seis indígenas feridos, em Caarapó, no Mato Grosso do Sul. A lista de liderança indígenas assassinadas no MS cresce sem que nenhuma medida efetiva seja feita para impedir o avanço dessa violência ou mesmo para punir seus executores e mandantes.
 Esses fatos, por diversas vezes, colocaram em risco sorrisos e sonhos de crianças, jovens e idosos, mulheres e homens indígenas da nação Guarani, dos povos indígenas de MS e do Brasil, ameaçando diretamente o DIREITO à VIDA dessas pessoas, não lhes garantindo minimante a segurança de existência futura.
Como nos ensina o povo Guarani-Kaiowá, não podemos nos intimidar, diante de tantos sinais de morte.  Nhanderu, manda dizer que a hora é agora! Portanto, a luta  não pode ser interrompida. Motivados e motivadas por essa força e pela esperança de que é possível transformar a violência, garantindo terra para todas as pessoas, tanto para indígenas quanto para agricultores, nós missionárias e missionários do Conselho Indigenista Missionário, das organizações ecumênicas que se articulam do Fórum Ecumênico ACT Brasil, entre elas: CESE, CEBI, CONIC e PAD, FLD, Diaconia, nos colocamos solidariamente e profeticamente ao lado dos Guarani-Kaiowa. Nas engrenagens desse sistema de dominação somos vistos como área, mas não estamos sozinhos e agradecemos a Deus por isso e por todos os outros parceiros que também se juntaram a essa luta e nos apoiaram nessa jornada.
Com o fim da CPI do CIMI e com a finalização dos trabalhos da CPI do Genocídio, fruto também da vinda das diferentes igrejas e religiões para o MS, reforçaremos o nosso compromisso com os povos e com os nossos parceiros de missão. Por isso, nossa presença em MS.

PROMOÇÃO: FEACT-Brasil e PAD

COORDENAÇÃO:
Coordenadoria Ecumênica de Serviço (CESE), o Conselho Nacional de Igrejas Cristãs do Brasil (CONIC) e o Centro Ecumênico de Estudos Bíblicos (CEBI)

APOIO DE PARCEIROS INTERNACIONAIS:   Pão para o Mundo (PPM- Alemanha) e HEKS- (Suíça)

 
MISSÃO ECUMÊNICA JUNTO AOS POVOS INDÍGENAS DO MS
PROGRAMAÇÃO
 
DIA 14 DE JULHO, QUINTA- FEIRA
10h00 – Ato Ecumênico em frente à Assembleia Legislativa, em Campo Grande/MS
(concentração a partir das 9h30)
              Leitura simbólica do voto do deputado Pedro Kemp na CPI contra o CIMI
              Leitura simbólica do voto do deputado João Grandão na CPI do Genocídio
12h00 – Almoço
14h00 – Reunião no Ministério Público Federal, em Campo Grande/MS
           Conversa com Emerson Kalif Siqueira, procurador-chefe da Procuradoria da República de Mato Grosso do Sul.
16h00 – Deslocamento para Dourados
20h00 – Jantar e Noite cultural, Dourados/MS
           Momento de convivência com lideranças, apoiadoras e apoiadores da causa indígena
              Apresentação do Vídeo sobre a Missão Ecumênica
22h00 – Descanso

DIA 15 DE JULHO, QUINTA- FEIRA
07h30 – Deslocamento para Caarapó/MS (serão entregues as doações de agasalhos e cobertores reunidos através da campanha “Inverno solidário”. Até agora foram 286 cobertores, além de roupas de frio.)
10h00 – Ato Ecumênico junto às comunidades indígenas Tey Jussú
(concentração e convivência a partir das 9h00)
11h30 – Almoço com a comunidade indígena
13h30 – Saída de Caarapó
14h30 – Visita a Comunidade Apyca’i, de Dona Damiana)
15h30 – Término
(deslocamento para o aeroporto, no caso de quem viaja de avião; retorno das demais comitivas)