Bem vindo(a) ao CEBI ! (51) 3568-2560

Educação metodista perde Elias Boaventura

Educação metodista perde Elias Boaventura
16 de janeiro de 2012 Centro de Estudos Bíblicos

"Ele lutou até o fim. É uma grande perda. Ele era o meu companheiro, o meu amor. Como isso é difícil", comentou Sylvana Zein, esposa de Boaventura.

Mineiro natural de Coimbra, Elias Boaventura foi professor da Pós-Graduação em Educação na Universidade Metodista de Piracicaba (Unimep). Ele era graduado em Pedagogia pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras Santa Marcelina, de Minas Gerais, mestre em Filosofia da Educação pela Unimep e doutor em Educação pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).

Foi reitor da Unimep de 1978 a 1985, durante o difícil período da ditadura militar, época marcada por grandes acontecimentos que projetaram a instituição em nível nacional como uma universidade compromissada com as questões sociais, educacionais e políticas.

No período da gestão de Boaventura, a Unimep sediou congressos da UNE (União Nacional dos Estudantes), estimulou a defesa do reatamento das relações Brasil e Cuba e defendeu a causa palestina. Também abrigou o seminário internacional de educação popular, em 1983, e os seminários nacionais, de 1984 a 1987.

Boaventura recebeu o título de "Dr. Honoris Causa" da Unimep em 1995 e o título de "Cidadão Piracicabano". Sempre se posicionou, observa a repórter Suzana Amyuni. Defendeu seus princípios na crise da Unimep em 2006, quando 149 docentes foram demitidos pela internet e sem justa causa. Boaventura priorizava as necessidades do ser humanno, o respeito e o cultivo às diferenças.