Bem vindo(a) ao CEBI ! (51) 3568-2560

Brasileira desenvolve bioinseticida que mata larvas do mosquito da dengue

Brasileira desenvolve bioinseticida que mata larvas do mosquito da dengue
11 de março de 2016 Centro de Estudos Bíblicos
Brasileira desenvolve bioinseticida que mata larvas do mosquito da dengue
Em meio à epidemia de dengue, zika e chikungunya, os cientistas têm buscado diversas alternativas para impedir a proliferação do mosquito Aedes aegypti. Um bioinseticida é a nova opção desenvolvida pela pesquisadora Rose Monnerat, da Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia.

De acordo com a cientista, o bioiseticida causa apenas a morte das larvas do mosquito e não os adultos. Além disso, o produto não é tóxico e nem causa riscos às pessoas ou aos animais domésticos.

Apelidado de Inova-Bti, inseticida à base da bactéria Bacillus thuringiensis, já foi utilizado nas cidades de Três Lagoas (MS), São Sebastião (DF), Rio das Ostras (RJ) e Sorriso (MT), sempre com resultados positivos.

Este é o segundo inseticida biológico desenvolvido pela Embrapa com o objetivo de combater as larvas do mosquito. Desde 2005 está no mercado o Bt-horus – feito em parceria com a empresa Bthek Biotecnologia -, mas que não é produzido em larga escala no país.

Monnerat explica que os dois larvicidas são biológicos, não afetam o meio-ambiente, nem colocam em risco a saúde humana. Porém, o novo produto, Inova-Bti, foi formulado com adjuvantes modernos de alta eficiência.

“A formulação é um pouco diferente do primeiro bioinseticida, mas ambos têm os mesmos princípios e são excelentes produtos”, ressalta Monnerat. “Os testes toxicológicos do Inova-Bti estão em fase final e então submeteremos o dossiê com toda a documentação à Anvisa”.