Bem vindo(a) ao CEBI ! (51) 3568-2560

CEBI- REGIÃO AMAZÔNICA Formação debate a importância das mulheres na história de Israel

CEBI- REGIÃO AMAZÔNICA Formação debate a importância das mulheres na história de Israel
4 de maio de 2016 Centro de Estudos Bíblicos
CEBI- REGIÃO AMAZÔNICA Formação debate a importância das mulheres na história de Israel
Nos dias 21, 22, 23 e 24 de abril de 2016, reuniu-se em Manaus o CEBI – Região Amazônica formado pelo estado do Amazonas e Roraima para mais um encontro de formação, com assessoria do diácono Jovane Silva, que também é membro do CEBI – Amazonas, com o tema: Mulheres que mudaram da História de Israel.
 
O estudo foi apresentado na forma de uma pesquisa bíblica, cujo objetivo era desmistificar que a Sagrada Escritura foi escrita de forma machista, levantando a ação das mulheres no primeiro e segundo Testamento, tendo como linha de reflexão a ação, reação, ruptura e resistência ao sistema em defesa da vida e a reconstrução do Projeto.

No primeiro momento, o assessor instigou o grupo com a seguinte pergunta: para você, a bíblia é machista?
A partir daí o assessor desenvolveu o tema realizando uma pesquisa bíblica, onde mostra o protagonismo das mulheres na mudança da história de Israel, iniciando com a história da escrava Agar (Gn. 16), e destacando a atuação de muitas mulheres na bíblia. A cada ação das mulheres, o assessor provocava o grupo com a preposição condicional: “se…” as mulheres não agissem, a história de Israel teria acontecido?
A exemplo dessa atuação das mulheres, o assessor ressaltou a história do grande libertador do povo de Israel, Moisés, destacando as mulheres que agiram em favor da vida:  a mãe e irmã de Moisés, a filha do Faraó e sua criada, as parteiras Será e Fua, a mulher que amamenta Moisés (Ex. 1,15-22), chegando até a ressurreição de Jesus, testemunhada Maria Madalena e um grupo de Mulheres (Lc. 24,9-10).
No segundo Testamento a pesquisa teve como pano de fundo a atuação das mulheres, sendo proposto como tema: As mulheres que influenciaram na vida e missão de Jesus e testemunharam a sua ressurreição (Lc. 24,1-12; Mt. 28,1-10; Jo. 10-1-18).
Na avaliação dos participantes, a pesquisa foi audaciosa, inovadora, criativa e deu abertura para se construir um novo paradigma, houve muita luz e evocou pontos críticos para maior aprofundamento, apontando critérios para avaliação das mulheres que ao longo da história foram condenadas e injustiçadas, além de mostrar que historicamente as mulheres romperam com as estruturas e resistiram, saindo do papel de coadjuvantes para protagonistas.
Portanto, as mulheres tiveram na sua ação, reação, ruptura e resistência corajosa, importância fundamental na mudança do processo de reconstrução da história de Israel e chegando à conclusão que o tema da pesquisa deveria ser mudado para: “Mulheres: Fonte de mudança da história de Israel".

Texto:
Rui Baraúna
Nilva Baraúna
Ir. Nilda Nair