Bem vindo(a) ao CEBI ! (51) 3568-2560

CEBI-PE: Encontrão do Agreste debate fé e política

CEBI-PE: Encontrão do Agreste debate fé e política
24 de abril de 2018 CEBI Secretaria de Publicações
No dia 15 de abril, o CEBI Agreste realizou em Caruaru, na Comunidade São Paulo Apóstolo, seu primeiro Encontrão dos Alunos das Escolas Bíblicas do Agreste no ano de 2018, com o tema: Fé e Política, o qual se apresenta como de grande relevância para o debate atual do nosso cenário político mundial e, principalmente, brasileiro.

Apesar do contratempo das fortes chuvas – abundante e abençoada para a nossa Região Agreste – o encontro contou com a presença de nove mulheres e oito homens, dentre os quais três jovens, vindos das cidades de Belo Jardim, Brejo da Madre de Deus, Caruaru, Santa Cruz do Capibaribe e Toritama.

O encontro iniciou-se com uma bonita oração espontânea, ecoando harmoniosamente a voz de todos e todas em ação de graças pela maravilhosa chuva derramada, como presente de suas divinas mãos, em nossa terrinha sedenta e, também, pelo dom supremo da vida que é o bem maior de toda humanidade, invocando à Deus infinita misericórdia e a luz da sua sabedoria.

Assessoria

Tivemos como facilitador, o nosso irmão Kleber Gonzaga de Assis, que é Licenciado em Ciências Sociais, Especialista em História Contemporânea, Pesquisador do laboratório de Estudos Rurais e Ambientais na UFCG, Membro do GT Educação Cultura e Direitos Humanos CAA/UFPE, assessor da Escola de Fé e Política do Pe. Humberto Plummen e, também, das Pastorais Sociais. Ele nos ajudou na compreensão do tema Fé e Política, trazendo para a roda de conversa a proposta de analise dos textos da Carta de Tiago 2,14-26 e dos Evangelhos de Lucas 6,12-16 e Mateus 9,35-38, com um bate-papo reflexivo, fazendo interligações analíticas entre nossa realidade política e a política no tempo Jesus e de seus discípulos e apóstolos, naquilo que em que a Carta de Tiago se refere à “Fé e obras”, destacando seu sentido mais profundo: a empatia entre a ação política e a fé, nas relações sociais da vida real do ser.

Também fomos provocados no calor dos evangelhos de Mateus e Lucas a observamos um dramático painel de nossa realidade política, numa visão local e mundial, auxiliados por textos imagéticos, por discursos midiáticos e propagandistas das manchetes dos jornais e revistas. Ficamos todos e todas abismados/das com a realidade das imagens reveladas, da politicagem criminosa, das desigualdades, dos preconceitos, da guerra na Síria, das violências em nível nacional, da miséria, da corrupção, das drogas, da intolerância, da agressão ao meio ambiente e do egoísmo que ainda perpassam os séculos.

A proposta do painel foi profundamente chocante e interessante ao mesmo tempo, porque dentro deste painel do caos da crise política, da atual realidade conjuntural e estrutural, foi possível percebermos a fé e o “agir-politizante” dos movimentos dos pobres e dos oprimidos a dar sinais de vidas, a exemplo das lutas dos movimentos sociais, dos trabalhos comunitários e da solidariedade das Ongs comprometidas, não só apenas em evangelizar, como também conscientizar politicamente os sujeitos de suas realidades segundo dissera Paulo Freire.

Ainda neste painel caótico, detectamos uma constelação de nomes como Dom. Hélder Câmara, Dom. Sebastiao Armando, Ir. Maria Regenfelder, Ir. Dulce, Ir. Dorothy Stang, Chico Mendes, Mandela, Zumbi dos Palmares, Margarida Alves, Pastor Milton Schuwantes, Frei Carlos Mesters, Frei Tito, Pr. Jetro, Ir. Agostinha e Marielle Franco.

No entanto, neste momento de observação e contemplação, conseguimos decifrar o enigma do painel através dos textos bíblicos analisados e dos nomes heroicos e históricos e, logo, compreendemos que estes não estavam ali por acaso, e sim, para sinalizar que ainda há vida, amor, fé e luta clareando nossas mentes no exercício da práxis da fé e ação evangelizadora, que, em unidade com os profetas, denunciam a mentira e opressão dos sistemas corruptos imperialistas de “poder”.

Este processo histórico nos dá testemunho de fé e de obras e, ao mesmo tempo, alimenta o espírito e nos provoca a sermos militantes do projeto do evangelho de Cristo, a revelar na cruz, que a Fé e a Política caminham juntas.

No final do encontro, o professor Kleber fez uma avaliação nos perguntando o que tínhamos achado do tema, da dinâmica utilizada e o que aprendemos neste processo.

Todos/as responderam, unanimemente, que acharam a proposta temática Fé e Política de grande importância e atual para a discussão no seio social e comunitário. Com a dinâmica realizada entre os textos e o painel trabalhado, aprendemos que fé e ação política estão interligadas, formando uma unidade que promove a vida, a igualdade, a ética e a consciência crítica e humana.

Continua…

Ao término da avaliação, os pessoas ficaram muito interessadas no tema estudado propondo a continuidade deste estudo para o segundo Encontrão do Alunos de Escola Bíblica do Agreste em 2018, que será realizando no próximo mês de setembro.

Texto de Sebastião Catequista, David Silva, Emília Lambert e Evandro. Caruaru, 19 de abril de 2018 CEBI Agreste – Pernambuco.