Bem-vindo ao CEBI! (51) 3568-2560 | [email protected]

CEBI-MS realiza Semana de Oração pela Unidade Cristã em Campo Grande e Dourados

CEBI-MS realiza Semana de Oração pela Unidade Cristã em Campo Grande e Dourados
17 de junho de 2019 CEBI Secretaria de Publicações

Partilhamos a beleza que foram os momentos celebrativo durante a Semana de Oração pela Unidade, realizada de 2 a 9 de junho, em Campo Grande e Dourados. No dia 2 de junho, visitamos a 4ª Igreja Batista. Com muito carinho, fomos acolhidos/as pelo pastor Marcelo, participamos do culto, celebrando a Palavra e a partilha da ceia.

O dia 7 de junho foi dedicado ao Momento de oração na Paulus Livraria. Éramos 98 participantes, representantes da Igreja Batista, da Igreja Anglicana, do Terreiro de Umbanda Cacique Pirauê e da Igreja Católica. Fizemos memória da história do Movimento Ecumênico, reconhecendo que na caminhada para a unidade existem muitos avanços, mas também muitas barreiras a serem vencidas. Lembramos que o ecumenismo nos orienta para uma espiritualidade de acolhida, escuta, aproximação e respeito entre as diferentes formas de viver a fé em Cristo.

O texto de Dt 16.11-20 motivou-nos a orar e a trabalhar não somente pela unidade cristã, mas pela justiça. Pastor Marcelo, da Igreja Batista, refletiu conosco o texto de Lc 4: “O Espírito está sobre mim… hoje se cumpriu a escritura”. Lembrou que Jesus assumiu sua missão em busca da justiça e nós somos desafiados/as a prolongar o Reino inabalável que perdura para sempre no meio de nós. Retomando o capítulo 12 da carta aos Hebreus, pastor Marcelo ajudou-nos a pensar qual o caminho para viver segundo a justiça, na vivência do amor que abre a casa para hospedar as pessoas: “Temos tantos imigrantes em nosso meio, nossa casa precisa aberta. Nosso coração precisa ser preso com quem está preso… temos que nos colocar no lugar de quem é maltratado… a vida não deve ser/estar á serviço do dinheiro.”

Diversidade religiosa

No dia 8 de junho, reunimo-nos na Igreja Anglicana. Éramos 60 participantes, do Terreiro de Umbanda Cacique Pirauê, das Igrejas Católica Romana e Anglicana.  Ao som dos tambores, iniciamos nosso encontro cantando e dançando a alegria de estarmos juntas/os mais uma vez. Na memória do Movimento Ecumênico, Edmilson afirmou que somos como pedrinhas jogadas ao lago que vão fazendo ondas cada vez maiores. Precisamos conhecer mais esta caminhada de mais de 100 anos.

À luz de Amós 5,22-25; 6-8, Pe Gilvan (Paróquia Católica São João Calábria) falou dos desmandos, opressões e escravidão da monarquia. Lembrou que O profeta fala do desprezo de Deus por muitas das nossas liturgias: “Não adiantam cultos e sacrifícios, se nos calamos diante do que causa injustiça e, consequentemente, fome, doenças e mortes”.
Fomos convidas/os a nos reunir em torno à mesa, partilharmos milho cozido e pipoca que nossos irmãos da Umbanda trouxeram. O abraço amigo, a alegria estampada nos rostos, os corações batendo forte, tudo isso nos fez acreditar que é a unidade possível.

Na chegada à Paróquia Católica São João Calábria, no dia 9 de junho, o abraço quente nos aqueceu do vento frio. Fitas lembrando os dons do Espírito Santo, danças no canto de louvor com as crianças, a alegria e acolhida do Pe Gilvan, presença de muitas pessoas. Reverendo Victor Hugo, da Igreja Anglicana, nos ajudou nas reflexões sobre a festa de Pentecostes: “O relato de Atos 2 fez questão de mencionar a diversidade de povos, nominando a cada um. A diversidade é algo que querido por Deus! Presença do Terreiro de Umbanda Cacique Pirauê, da Igreja Anglicana e da Católica Romana.

Em todas as celebrações, chás bolos, partilha, festa comunitária. Como em Pentecostes, não queremos ouvir apenas uma língua, mas entender a mensagem e viver a unidade. Nossa esperança é de que o espírito da Semana de Oração pela Unidade perdure em nossas vidas, transformando-nos para aceitarmos tudo o que mais o Espírito Santo nos inspirar.

Dourados: Justiça a toda a criação divina

Em Dourados, a celebração pela unidade aconteceu no dia 08 de junho de 2019, na capela ecumênica do Shopping Avenida Center, organizado pela equipe local do CEBI, o evento contou com a participação de 30 pessoas.

O tema “Procurarás a justiça, nada além da justiça” (Dt 16.11-20) motivou o grupo a refletir sobre as várias injustiças cometidas contra toda a criação divina: a violência contra os povos indígenas, contra os povos negros, contra o grupo LGBT, contra o ecossistema. Depois da motivação inicial feita pela teóloga metodista Lílian Sarat, padre Adriano van de Ven apresentou o CONIC e fez a leitura da Carta das Igrejas-Membro do CONIC sobre a SOUC. A leitura compartilhada da Bíblia, a riqueza dos cânticos e o Pai Nosso Ecumênico mostraram que a semente da unidade está semeada, vai nascer e frutificar.

Partilha da Equipe do CEBI-MS.