Bem vindo(a) ao CEBI ! (51) 3568-2560

Eu vi o Senhor! – Vanildes Gonçalves

Eu vi o Senhor! – Vanildes Gonçalves
10 de abril de 2012 Centro de Estudos Bíblicos

Estávamos todas/os muito tristes, confusos, sem compreender muito bem o porquê das coisas acontecidas. Tínhamos medo.

O que sei é que uma saudade imensa dele e das coisas que vivemos juntos tomava conta das minhas lembranças e do meu coração.

Era madrugadinha do primeiro dia, ainda escuro, levantei-me e fui a caminho do túmulo onde o enterraram. A passos largos eu andava… Ao chegar perto, notei que alguma coisa estava diferente do que nós deixamos. Ao aproximar-me mais, percebi que a grande pedra que fechava a porta do túmulo tinha sido tirada. Mas como? Quem a tirou? Cadê o corpo de Jesus?

Apavorada, saí correndo, fui logo para casa de Pedro. Encontrei-o conversando com o discípulo que Jesus amava. Quase sem fôlego de tanto correr, contei a eles que fui até o túmulo, e que o corpo de Jesus havia sido tirado de lá e não sabia para onde o tinham levado.

Os dois saíram imediatamente em disparada na direção do túmulo, e eu também. Os dois corriam juntos, mas depois o discípulo que Jesus amava correu mais depressa e chegou primeiro ao túmulo, abaixou-se e viu os panos no chão mas ele não entrou. Logo em seguida, chegou Pedro, depois eu, que também não entrei. Pedro chegou e foi logo entrando no túmulo, viu os tecidos de linho, que haviam enrolando o corpo de Jesus, no chão e o sudário, o pano que cobria o rosto de Jesus, que não estava junto com os outros tecidos, mas em um lugar à parte. Aí o outro discípulo também entrou, viu e acreditou.

Os dois então saíram e voltaram para casa. Mas eu não, eu fiquei do lado de fora chorando e pensando: quem teria tirado Jesus de lá? Por quê? Para onde será que o levaram?

Deu uma vontade de olhar de novo para dentro do túmulo, foi aí que vi dois anjos no local onde puseram Jesus, um sentado na cabeceira e outro nos pés, eles me perguntaram: Mulher, porque você está chorando? O que está procurando? Eu respondi: o meu senhor, que foi tirado daqui e não sei para onde o levaram. Então ouvi um barulho fora do túmulo, quando olhei vi um homem e pensei: É o jardineiro. Se ele cuida daqui, pode ser que saiba de alguma coisa. Antes que eu falasse, ele perguntou: Mulher por que você chora? A quem está procurando? Eu disse: o meu senhor. Foi você quem o tirou daqui? Se foi, para onde o levou, diga que eu vou buscá-lo.

Então ele disse: Maria… Aquele jeito de dizer era inconfundível, só Jesus falava meu nome assim. Olhei para ele e disse: Mestre é você? Aproximei-me, mas ele não deixou que eu o tocasse e disse: Não me segure, porque eu ainda não subi ao pai. Vá e diga aos meus irmãos e irmãs que eu vou para o meu Deus que é o Deus de vocês, para o meu Pai que é o Pai de vocês.

Saí de lá correndo para encontrar os/as outros/as discípulos/as e, quando os encontrei ofegante e cheia de alegria, eu disse a todos/as: Eu vi Jesus! Eu vi Jesus! Eu vi Jesus!…

(Texto de abertura do livro Leitura Bíblica: a Juventude mostra o caminho)