Bem vindo(a) ao CEBI ! (51) 3568-2560

Reflexão do Evangelho da Natividade de Jesus de Nazaré, Nosso Senhor Jesus Cristo

Reflexão do Evangelho da Natividade de Jesus de Nazaré, Nosso Senhor Jesus Cristo
21 de dezembro de 2021 Zwei Arts
blank

Leia a reflexão sobre Lucas 2,1-14, texto de Sílvia Souza

Boa leitura!

Nestes dias “o povo do caminho”, aquele que faz o seguimento a Jesus de Nazaré, celebra o mistério da encarnação do Deus da vida. Este mistério esta relatado nos escritos sobre o nascimento, vida, morte e ressurreição de Jesus, a partir da memória das comunidades da segunda geração de pessoas cristãs, que viveram mais ou menos entre os anos 67 e 97 da E.C. São as boas notícias que chegaram até nós através dos Evangelhos, cujos títulos homenageiam Marcos, Mateus, Lucas e João.

Neste ano de 2021, as igrejas cristãs, convencionalmente chamadas históricas, celebram a natividade de Jesus de Nazaré iluminadas pelos textos de Is 9, 1-6; Sl 96 (95); Tt 2,11-14 e Lc 2,1-14. As leituras bíblicas deste período são convite especial para a reflexão, interiorização da mensagem. Diante dos textos, nós, pessoas cristãs e todas as de boa vontade, somos convidadas a nos perguntar: o que esta memória diz para mim hoje?

A profecia de Isaías 9,1-6 anuncia o resplandecer da luz, o crescer da alegria, o fim do jugo e da opressão. O nascimento de um menino é sinal de mudança na vida daquele povo que vivia nas trevas e “viu uma grande luz”. O canto litúrgico do salmo 96 (95) nos convoca para dar graças, cantar, bendizer a existência do Deus-conosco que estabelece a justiça sobre a terra inteira. Em Tito 2,11-14 todas as pessoas são levadas a acolher a graça de Deus e viver no mundo com equilíbrio, justiça e piedade. Na liturgia das celebrações, de modo especial, neste momento da natividade de Jesus, as leituras preliminares nos preparam para acolher a mensagem do evangelho. Elas são o prenúncio de que a luz vence as trevas, o nosso Deus é justo, piedoso e está no meio de nós.

A Boa Nova da Comunidade Lucana é a memória de um povo que “andava nas trevas” em razão das muitas perseguições que levaram a diáspora (saída do povo de seu lugar de origem), do enfraquecimento da fé, vez que a esperada volta gloriosa de Jesus não se concretizava e ainda havia os conflitos internos nas comunidades. É neste contexto que as comunidades começam a reelaborar suas expectativas e dar maior ênfase a experiência de um Jesus presente na humanidade, e, assim chegamos ao texto de Lucas 2, 1-14.

A Comunidade de Lucas relembra que o tempo do nascimento de Jesus também era difícil, havia o jugo Romano com pesados impostos. O recenseamento era obrigatório, historiadores dizem que os fariseus que se recusaram a fazê-lo foram fortemente perseguidos e muitos mortos.  Estes fatos justificam que José e Maria tenham viajado mesmo em condições tão adversas.

Quantas vezes nas nossas cidades vemos famílias inteiras vivendo em situação de rua? Quais são as estruturas opressoras que produzem estes caminhantes: mulheres grávidas desamparadas, mulheres e homens sem trabalho, crianças sem-lugar, pessoas LGBTQIAP+ condenadas a não ser?

A vida segue derramando-se inteira, como se não percebesse as condições impróprias, o texto Lucano vai dizer:

Enquanto estavam em Belém,
completaram-se os dias para o parto,
e Maria deu à luz o seu filho primogênito.
Ela o enfaixou e o colocou na manjedoura,
pois não havia lugar para eles na hospedaria. (Lc 2,6-7)

Perguntei para minha mãe, uma senhora cristã de 82 anos: o que chama atenção na narrativa do nascimento de Jesus?

Achei muito interessante o nascimento dele, ser colocado na manjedoura, como ele foi tratado. Isso aí também eu me empolgo, acho interessante.

Perguntei ainda: Para sua vida, o nascimento nestas condições, muda alguma coisa?

Muda, porque essa história de egoísmo, de vaidade, isso é só na cabeça das pessoas. Porque se for olhar pelo lado de Jesus  ele nasceu numa manjedoura. Uma manjedoura é o que? De animais, e ele está lá. Quer dizer que a gente não pode ter esta coisa de vaidade, de nobreza,  porque Jesus nasceu aonde? Numa manjedoura, eu acho isso muito humilde, entendeu? (lágrimas).

Quem responde minha mãe é minha filha, uma jovem negra-preta, trabalhadora e estudante:

Entendi que a passagem lida nos traz esperança de dias melhores. O nascimento daquele que nós acreditamos ser o Salvador. Salvador das pragas, das enfermidades, das angústias, dos medos, da insegurança. O nascimento de Cristo vem com esperança.  Esperança e renovação. Renovação da fé em um Deus vivo e presente entre nós. Da fé em crer que haverá dias melhores.

O menino nasce e o anuncio é feito na terra envolvendo de luz pastores simples, mulheres simples, pessoas simples do povo.

Sim, minha mãe, eu penso que entendi: quem acredita no Deus da Vida, que se encarna em um menino pobre e sem lugar, tem, necessariamente, que enxergar todas as pessoas sem lugar como a encarnação de Deus e correr ao encontro delas, para juntas darmos glória a Deus e construir a paz, filha da justiça.

Sílvia Souza
Mulher, negra-preta
Biblista Popular

Liga228 situs judi bola merupakan situs judi bola online dengan pasaran terlengkap.

Kunjungi situs judi bola terlengkap dan terupdate seluruh asia.

Situs sbobet resmi terpercaya. Daftar situs slot online gacor resmi terbaik. Agen situs judi bola resmi terpercaya. Situs idn poker online resmi. Agen situs idn poker online resmi terpercaya. Situs idn poker terpercaya.

situs idn poker terbesar di Indonesia.

List website idn poker terbaik.

Game situs slot online resmi

slot hoki terpercaya

slot terbaru

rtp slot gacor

agen sbobet terpercaya