Reflexão do Evangelho

Quem Crê, Decide e Faz Tudo Conforme a Vontade de Deus

Depois da parábola do rico e de Lazaro, os apóstolos pedem que Jesus os faça crescer na fé. Por trás desse pedido estão alguns problemas bem concretos: o abismo que separa os ricos e indiferentes dos pobres e carentes; o escândalo que isso provoca nas comunidades cristãs; as exigências da Palavra de Deus; a recusa, por parte de Jesus, em mudar o mundo através de milagres; o imperativo do perdão aos irmãos e irmãs (cf. Lc 16,19-17,4). É diante disso que os apóstolos reagem assustados, e suplicam a Jesus: “Aumenta a nossa fé!”

Qual é o problema dos apóstolos, daqueles escolhidos por Jesus e de todos os que vieram depois? Sentimo-nos incapazes de romper com alguns valores arraigados e tidos como essenciais pela cultura religiosa: a necessidade de punir os/as pecadores/as; a sedução por uma religião que prioriza o espetáculo; a valorização da riqueza bem-estar como se fossem sinais inequívocos da benção de Deus, mesmo quando conseguida às custas da indiferença; e assim por diante.

Os apóstolos dão-se conta de que necessitam da força da fé para superar esta floresta de amoreiras que impedem a vida e a compaixão. Eles sabem que a fé não é estéril, mas parecem ignorar que seus frutos não são necessariamente espetaculares, que é a irresistível atração pelas coisas grandiosas que ainda hoje leva tantos irmãos e irmãs a lerem a metáfora usada por Jesus de forma literal. É triste assistir à multiplicação de milagres, tão numerosos quanto mentirosos.

O que chama a atenção na resposta de Jesus não é o apelo a uma fé prodigiosa, mas a necessidade de uma fé mínima. “Se tivésseis fé, mesmo pequena como um grão de mostarda…” O próprio Jesus sempre evitou recorrer a ações espetaculares para ser fazer ouvido e aceito. Ele tinha consciência de que a fé não procede do milagre, mas o precede. É a fé que nos leva a ver maravilhas, e não as ações maravilhosas que despertam a fé. As ações de Jesus que chamamos de milagres são respostas compassivas de Deus em favor de quem não tem com quem contar.

O fruto da fé se mostra substancialmente na descoberta da própria dignidade e no olhar que reconhece os seres humanos e todas criaturas como parceiras e irmãs. O Vaticano II diz que a fé tem força crítica e dinamismo libertador, pois “ilumina com sua luz tudo que existe e manifesta o propósito divino a respeito da plena vocação humana, orientando assim o espírito para as verdadeiras soluções” (GS 11). Ou, como diz o Papa Francisco, “a fé nos dá a justa dimensão de todas as coisas, fazendo-nos ver o mundo com os olhos e o coração de Deus”.

Mas para que isso aconteça, é preciso ser capaz de romper com a lógica do poder. Nesta perspectiva, Paulo lembra a Timóteo a fé sincera que recebeu da sua avó e da sua mãe, e pede-lhe que conserve esse dom sempre vivo e ativo. A fé gosta de vir acompanhada pela fortaleza, pelo amor e pela sobriedade. Os verdadeiros/as missionários/as não conhecem a vergonha, nem diante de Jesus Cristo, nem diante da perseguição ou do escárnio que sofrem aqueles que levam adiante seu projeto. Como o caso daqueles que pretendem repetir um governo desumano e antissocial.

A ação missionária é sempre frutuosa, mas ao modo do grão de mostarda. O trabalho generoso dos/as missionários/as, quando brota da compaixão e da misericórdia, jamais será estéril. Talvez seja exatamente isso o que os/as missionários/as têm a oferecer ao mundo em nome dos cristãos: uma fé capaz de romper com todos os dinamismos de isolamento e de dominação; um amor capaz de reestabelecer a dignidade de quem a tem negada; uma ação que articula a fé com a defesa da integridade da criação, que considera que tudo está interligado.

É a ti que nos dirigimos, Deus Pai e Mãe, neste primeiro domingo do Mês Missionário, dia em que temos a responsabilidade de eleger legisladores e governantes. Faz com que o encontro com o teu Filho e nosso Irmão nos torne autênticos discípulos/as, destemidos/as apóstolos/as e eloquentes testemunhas no serviço solidário e gratuito aos mais pobres. Vem em nosso auxilio para que nossa fé, mesmo sendo pequena como semente de mostarda, seja ativa, remova as amoreiras da injustiça social, da depredação da natureza e de uma política feita de conchavos espúrios e troca de vantagens, e dinamize a presença dos cristãos no nosso querido Brasil. Assim seja! Amém!

Itacir Brassiani msf

Liga228 situs judi bola merupakan situs judi bola online dengan pasaran terlengkap.

Kunjungi situs judi bola terlengkap dan terupdate seluruh asia.

Situs sbobet resmi terpercaya. Daftar situs slot online gacor resmi terbaik. Agen situs judi bola resmi terpercaya. Situs idn poker online resmi. Agen situs idn poker online resmi terpercaya. Situs idn poker terpercaya.

situs idn poker terbesar di Indonesia.

List website idn poker terbaik.

Game situs slot online resmi

slot hoki terpercaya

slot terbaru

rtp slot gacor

agen sbobet terpercaya

slot online judi bola terpercaya slot online terpercaya judi bola prediksi parlay hari ini

Seu carrinho está vazio.