Notícias

Religião e política se discutem!

Temos assistido a uma presença mais intensa de grupos religiosos atuando como ativistas políticos nos mais diversos movimentos

Nunca se falou tanto da presença e da influência de grupos religiosos na política institucional no Brasil, especialmente do segmento cristão evangélico! Nestes últimos dias, a aprovação do ensino religioso confessional em escolas públicas pelo Supremo Tribunal Federal -STF e as pressões sobre centros culturais e museus para reprimirem exposições sobre sexualidade, consideradas “indecentes”, colocaram “lenha nesta fogueira”.

Em âmbito nacional, as eleições de 2014 já foram marcantes, pois, pela primeira vez, dois candidatos à Presidência da República eram declaradamente evangélicos: o Pastor Everaldo e a ex-senadora Marina Silva.

O segmento tem hoje 87 parlamentares no Congresso (dois senadores e 85 deputados federais). É a chamada Bancada Evangélica. Não alcançaram a meta de 100 parlamentares no pleito de 2014, mas mesmo assim é, certamente, uma potência numérica e de articulação.

Com base nesses números não é difícil afirmar que há uma força evangélica na política. Não é surpresa que candidatos e profissionais de marketing tenham detectado há algum tempo a tendência, e, a cada eleição, seja frequente a prática de “pedir a bênção” a líderes evangélicos. Também são recorrentes as crescentes pressões sobre candidatos e seus partidos, que nada têm de religiosos, a assumirem compromissos com a defesa de pautas da moralidade religiosa. As performances de João Dória e Geraldo Alckmin na Expocristã, realizada em São Paulo no mês de agosto, mostram bem isto.

Nos últimos anos também temos assistido a uma presença mais intensa de grupos religiosos, muitos deles evangélicos, atuando como ativistas políticos nos mais diversos movimentos e nas mídias sociais. Neste caso não se trata apenas de campanhas em prol de candidatos, mas campanhas contra: alguns deles são demonizados por conta de sua identidade partidária ou de plataformas eleitorais libertárias. Por outro lado, políticos conservadores também são alvo de oposição de evangélicos progressistas.

Mais ainda, é crescente o número de ativistas religiosos em campanhas por temas e pautas atuais controversas. É o caso da discussão da diminuição da maioridade penal e o da inclusão de “gênero” como tema transversal dos Planos Nacional, Estadual e Municipal de Educação. Há militância por apoio e por oposição às propostas.

Para se refletir de forma coerente sobre este contexto aqui descrito, é preciso considerar, primeiramente, que a presença de grupos religiosos na política não pode ser vista como uma ameaça à democracia ou à laicidade do Estado. Ela reflete a dinâmica da cultura brasileira em que as religiões têm importante papel na ordenação e no sentido da vida.

A laicidade do Estado sempre foi um processo com avanços e retrocessos por conta da presença católico-romana na política há mais de 500 anos. Por exemplo, a resistência ao tema “gênero” na educação foi “puxada” por católicos, bem como a recente aprovação do ensino religioso confessional em escolas públicas. E o interessante é que não há fortes questionamentos quanto a esta participação católica na política.

Neste sentido, a presença mais intensa dos evangélicos na esfera pública institucional e digital pode ser vista como indício do próprio avanço da democracia (com ambiguidades, é claro) e da pluralidade religiosa.

O que não pode acontecer é que apenas um grupo ganhe voz no espaço público. Aí não temos democracia. A possibilidade do debate e de expressão das diferentes vozes precisa ser garantida neste contexto democrático e aqui o lugar das mídias se reveste de importância.

Ocorre que, dado o contexto de força dos evangélicos, muitos líderes se imaginam com poder político e eleitoral e falam em nome do segmento. Fica-se com um só discurso, neste caso o conservador. Isso leva a outro ponto importantíssimo: é urgente superar a apresentação dos evangélicos como um grupo homogêneo. Ou seja, é necessário rechaçar tendências unificantes de um segmento que é mais do que plural. A Bancada Evangélica não é politicamente homogênea bem como não o são os ativistas no espaço público.

Há líderes que instrumentalizam a religião para seus projetos de poder? Como há! E devem ser questionados! Mas nesse processo, sobretudo nas bases das igrejas, está a fé, a crença, sonhos e esperanças de muita gente sincera, que acredita haver um Deus no meio de tudo isto. Por isso religião e política devem ser discutidas, sim.

Isto possibilitaria, por exemplo, se monitorar e denunciar os casos de abuso da fé dos membros das igrejas por meio da retórica de lideranças que usam o terror e a deturpação de informações. Isto se dá, por exemplo, na divulgação da falsa ideia de que políticas públicas de direitos humanos e sexuais são implementadas para “acabar com a família” ou de expressões de arte que seriam práticas para destruição da moral religiosa.

Urge o espaço à diversidade de vozes. Tornar nítidas e públicas as diferentes posturas e projetos do segmento evangélicos, que também é formado por pessoas de fé que defendem a justiça com paz e promoção da vida plena para todas as pessoas sem distinção.

Fonte: Artigo de Magali do Nascimento Cunha, jornalista, doutora em Ciências da Comunicação, professora e pesquisadora em mídia, religião e cultura da Universidade Metodista de São Paulo. É colaboradora do Conselho Mundial de Igrejas. Publicado em Carta Capital, 05/10/2017.

Liga228 situs judi bola merupakan situs judi bola online dengan pasaran terlengkap.

Kunjungi situs judi bola terlengkap dan terupdate seluruh asia.

Situs sbobet resmi terpercaya. Daftar situs slot online gacor resmi terbaik. Agen situs judi bola resmi terpercaya. Situs idn poker online resmi. Agen situs idn poker online resmi terpercaya. Situs idn poker terpercaya.

situs idn poker terbesar di Indonesia.

List website idn poker terbaik.

Game situs slot online resmi

slot hoki terpercaya

slot terbaru

rtp slot gacor

agen sbobet terpercaya

slot online judi bola terpercaya slot online terpercaya judi bola prediksi parlay hari ini

Seu carrinho está vazio.

×