Bem vindo(a) ao CEBI ! (51) 3568-2560

Itinerário da Espiritualidade…

Itinerário da Espiritualidade…
3 de outubro de 2019 CEBI Secretaria de Publicações

por Cláudio Márcio R. da Silva*

Ó Deus, obrigado pela vida e por este dia. Muitas tarefas foram realizadas, porém, percebi mais uma vez sua fidelidade e cuidado em meu cotidiano. Que darei ao Senhor diante de todo bem que me faz? Como não ser grato por sua Graça que me gera riso e desejo de cantar?
Ah, Senhor, muitos são meus temores, mas, olhando para ti meu rosto se ilumina, isto é, encho-me de esperança e sigo minha jornada de fé-luta. Sigo acreditando na beleza e, não menos, na complexidade da vida. “Viver é muito perigoso” como diria Guimarães Rosa.

Ó Deus, cada um(a) a seu modo enfrenta muitas dificuldades: desemprego, doenças, desencantos, todavia, como sugere a canção de Tim Maia: “Mas quem sofre sempre tem que procurar. Pelo menos vir achar. Razão para viver. Ver na vida algum motivo pra sonhar. Ter um sonho todo azul. Azul da cor do mar”.

Ah Senhor, acredito que “em ti está a fonte de vida; graças à tua luz, vemos a luz” (Sl 36.9). Assim sendo, quero caminhar promovendo justiça e dignidade humana. Quero como cristão defender o direito a vida em sua diversidade. Escolho caminhar em amor, pois, “quem não ama não conhece a Deus, porque Deus é amor” (1 João 4.8).

Ó Deus, o amor é revolucionário! O ato de amar em um contexto de ódio é extremamente profético. Com efeito, lembremos meus irmãos e irmãs: “esta é a mensagem que vocês ouviram desde o princípio: que nos amemos uns aos outros” (1 João 3.11).

Partilhado pelo autor, publicado no blog Teologando na Serra.