Bem vindo(a) ao CEBI ! (51) 3568-2560

Povos Tupinambá sofrem despejo violento e arbitrário na Bahia

Povos Tupinambá sofrem despejo violento e arbitrário na Bahia
8 de abril de 2016 Centro de Estudos Bíblicos
Povos Tupinambá sofrem despejo violento e arbitrário na Bahia
Nesta quinta-feira (07), os Povos da Aldeia Tupinambá Serra do Padeiro, em Ilhéus (BA), sofreram um violento despejo em suas terras ancestrais.

De forma truculenta e com total desrespeito, a Polícia Federal de Ilhéus, “não se contente em realizar apenas o despejo, prenderam duas lideranças nossas: o Cacique Babau e  seu irmão, José Aelson”, falou afirmaram os indígenas.

A área está localizada na região costeira da Terra Indígena Tupinambá de Olivença e possui muitos recursos naturais que despertam os interesses das empresas do capital nacional e internacional.

Para o MST, “a prisão do Cacique Babau e de Aelson configura-se como perseguição política e demonstração de força e poder do capital para intimidar as lutas dos povos”.

“Essa ação, mais uma vez, demonstra a urgente necessidade de reformas profundas nas instituições do estado, que deveriam defender o povo e fortalecer a soberania dos povos”, destacou.

De acordo a Nação Tupinambá, a questão de suas terras ancestrais não é um caso de polícia e sim de demarcação e justiça.

"Pedimos a imediata liberdade para o Cacique Babau, José Aelson e a imediata demarcação de nossas terras" exigiram.

Além disso, reafirmaram que "enquanto o Ministério da Justiça demorar para demarcar e regularizar as terras, os povos que lutam por seus direitos serão criminalizados. Por isso é urgente a necessidade de reconhecer os territórios”.