Bem-vindo ao CEBI! (51) 3568-2560 | [email protected]

Som da resistência por Bob Dylan

Som da resistência por Bob Dylan
17 de abril de 2017 Centro de Estudos Bíblicos
Neste espaço se entrelaçam poesia e mística. Por meio de orações de mestres espirituais de diferentes religiões, mergulhamos no Mistério que é a absoluta transcendência e a absoluta proximidade.

Este serviço é uma iniciativa feita em parceria com o Prof. Dr. Faustino Teixeira, teólogo, professor e pesquisador do PPG em Ciências da Religião da Universidade Federal de Juiz de Fora – MG.

Blowin’ In The Wind – Soprando no vento

Quantas estradas um homem deve percorrer
Pra poder ser chamado de homem?
Quantos oceanos uma pomba branca deve navegar
Pra poder dormir na areia?
Sim e quantas vezes as balas de canhão devem voar
Antes de serem banidas pra sempre?
A resposta, meu amigo, está soprando no vento
A resposta está soprando no vento

Sim e por quantos anos uma montanha pode existir
Antes de ser lavada pelos oceanos?
Sim e por quantos anos algumas pessoas devem existir
Antes de poderem ser livres?
Sim e quantas vezes um homem pode virar a cabeça
Fingir que ele não vê
A resposta, meu amigo, está soprando no vento
A resposta está soprando no vento

Sim e quantas vezes um homem deve olhar pra cima
Antes de conseguir ver o céu?
Sim e quantos ouvidos um homem deve ter
Pra poder conseguir ouvir as pessoas chorarem?
Sim e quantas mortes serão necessárias até ele saber
Que pessoas demais morreram?
A resposta, meu amigo, está soprando no vento
A resposta está soprando no vento

Bob Dylan [Robert Allen Zimmerman] (1941): Compositor, cantor, pintor, ator e escritor norte-americano. Aos 10 anos Dylan escreveu seus primeiros versos, aprendeu “de ouvido” a tocar piano e guitarra. Foi considerado pela Revista Rolling Stone o sétimo melhor cantor da história, e sua canção, Like a Rolling Stone, foi considerada a melhor de todos os tempos. Em 2016 foi agraciado com o Prêmio Nobel de Literatura pela criação de novas expressões poéticas na literatura estadunidense. Com isso tornou-se o primeiro cantor a receber o Oscar, 12 Grammys, o Globo de Ouro, além do Nobel.

Com um extensa discografia, Dylan lançou mais de 40 álbuns a partir de 1962. Entre suas músicas, Blowin’ In The Wind tornou-se um hino do movimento dos direitos civis, além de A hards-rain a gonna-fallMasters Of War. Nos anos seguintes, o cantor abandonou as canções de protesto e passou a criar composições ligadas a sua visão particular de mundo. Com isso, as questões sociais – racismo, Guerra Fria, Guerra do Vietnã, injustiça social – cederam espaço às desilusões amorosas, aos vagabundos errantes, à liberdade pessoal e às viagens oníricas e surrealistas, tudo influenciado pela poesia beat. Além das músicas e pinturas, Bob Dylan publicou 38 livros, entre eles, Tarântula (1971) e Crônicas – Volume Um (2005), traduzidos para o português.

Fonte: Publicado por IHU Online, 17/04/2017.