Bem vindo(a) ao CEBI ! (51) 3568-2560

Consciência negra é chamado, algo a ser cultivado por todas as pessoas

Consciência negra é chamado, algo a ser cultivado por todas as pessoas
20 de novembro de 2019 Comunicação

por Magali Cunha via Carta Capital*

Com projeto voltado a espaços periféricos do Rio, evangélica abraça jovens negros e dialoga sobre outras perspectivas possíveis para a vida

Consciência é a capacidade da mente humana perceber a relação que tem com o ambiente, com a realidade em que está inserida. “Ser consciente” implica vivências, experiências, compreensão da vida. Por isso é preciso aprendizados formais e informais, convivências, aberturas ao outro e a outras existências, coexistir. Quanto mais experimentamos para além do que temos e somos tomamos mais consciência da complexidade da vida, sua diversidade, suas demandas.

Uma das conquistas do processo de superação do racismo no Brasil foi a criação de um Dia da Consciência Negra (20 de novembro). Afinal, por séculos, a colonização política e cultural europeia instituiu que pessoas negras seriam uma segunda categoria de humanos, uma “raça inferior”, para justificar a escravidão dos povos africanos.

Muita gente dedicou a vida à contestação desta ordem cruel, desde o início da escravidão no Brasil, especialmente com a resistência dos Quilombos, que têm no líder Zumbi dos Palmares, grande símbolo. Por isso, o 20 de novembro de 1695, dia da morte de Zumbi, foi instituído como Dia da Consciência Negra no Brasil.

Esta consciência tem provocado movimentos por igualdade e justiça que até hoje marcam o mundo e que destacaram religiosos como os evangélicos Martin Luther King e Nelson Mandela e o muçulmano Malcolm X. No Brasil, há uma ampla lista de religiosos que abraçaram esta causa. Entre os evangélicos, desde Agostinho José Pereira, o Lutero Negro, de Recife, passando por João Cândido, o conhecido Almirante Negro, e muitos pastores e leigos, homens e mulheres das igrejas. Pessoas que, pela fé no Deus Criador, Amoroso e Justo, testemunharam com suas vidas que a justiça racial é demanda urgente e possível.

No entanto, o racismo estrutural atroz continua a se manifestar no descaso do mundo com a África, e nos países que viveram a escravidão como os Estados Unidos e o Brasil. Uma vez que a consciência negra é afirmativa da negritude e da dignidade das diferenças, torna-se um fluído para a libertação das tantas amarras na busca de justiça racial. Por isso, a consciência negra não deve ser alvo somente de pessoas negras.

Pessoas brancas, como eu, carecemos da consciência de que quem é branca nunca saberá o que significa um olhar de suspeita ou desprezo lançado por conta da cor da pele. Nunca experimentará a dor da humilhação e da segregação.

Cristãos e cristãos brancos precisam da consciência que as narrativas da Bíblia inspiram sobre o Deus Criador que fez os seres humanos à sua imagem e semelhança (Gênesis 1.26) e valoriza as diferenças para que não haja dominação de uns sobre os outros (Gênesis 11;1-9). O Deus da Justiça que sempre age para derrubar todo o muro de separação entre as pessoas, que resulta do pecado do desprezo às diferenças (Efésios 2.8-16; Colossenses 1.13-23; II Coríntios 5.17-21).

Necessitamos, sim, aprender com quem continua a empenhar suas vidas nesta causa. E aqui trago quem tem sido uma inspiração nestes tempos: a jovem pedagoga, da Comunidade Batista em São Gonçalo (RJ), Fabíola Oliveira.

Fabíola tem noção da sua identidade: “sou mulher preta cristã na resistência e na re-existência. Resistindo na prática de um evangelho que é inclusivo e que não comunga com a violência racista, homofóbica e machista”.

Ela se converteu ao cristianismo já adulta e testemunha que foi atravessada pela “ruah”, o sopro de Deus, quando entrou em contato com outros cristãos. Fabíola compreendeu, então, que deveria abraçar a missão de desafiar as ferramentas de violência que existem nas igrejas.

Fabíola Oliveira lança mão de sua vocação de educadora com a leitura bíblica e o diálogo teológico pelo viés da negritude e também na coordenação do projeto Odarah Cultura e Missão. O projeto oferece desde a produção de tranças, colares e turbantes que expressam a cultura afro-brasileira até oficinas de literatura africana e culinária e rodas de conversa.

Um dos principais alvos do Odarah são os espaços ocupados por negros que fortemente retratam a injustiça racial com exclusão e desprezo: os abrigos e centros de medidas socioeducativas. O projeto coordenado por Fabíola abraça os jovens internos, constrói consciência com eles e dialoga sobre outras perspectivas possíveis para a vida.

Odarah também alcança as mães desses jovens, igualmente inseridas em contexto de vulnerabilidade, muitas delas vítimas de violência doméstica das mais diversas, dentre elas a patrimonial.

“O Odarah se volta para os espaços periféricos, onde o silenciamento e a omissão sequestra sonhos diuturnamente, na tentativa de promover a produção cultural da base pela base, através de ações afirmativas de empoderamento da juventude negra. O objetivo é disputar com as drogas a mente dessa juventude. Disputar os afetos dessa juventude com a depressão. Disputar a vida dessa juventude com a morte”, diz Fabíola Oliveira.

Aprendemos com Fabíola, com as tantas outras pessoas que caminham na mesma direção e com aquelas que as antecederam, que a consciência negra é um chamado. É algo a ser cultivado por todos os seres humanos, de qualquer cor, classe social, local de moradia, religião. É aprender a coexistir. Um imenso desafio para as igrejas em seu compromisso com o chamado do Deus Criador à paz com justiça e à reconciliação entre os humanos!

Magali Cunha é jornalista e doutora em Ciências da Comunicação. É colaboradora do Conselho Mundial de Igrejas. Escreve neste espaço às quartas-feiras. Publicado originalmente no site de Carta Capital.

 

Liga228 situs judi bola merupakan situs judi bola online dengan pasaran terlengkap.

Kunjungi situs judi bola terlengkap dan terupdate seluruh asia.

Situs sbobet resmi terpercaya. Daftar situs slot online gacor resmi terbaik. Agen situs judi bola resmi terpercaya. Situs idn poker online resmi. Agen situs idn poker online resmi terpercaya. Situs idn poker terpercaya.

situs idn poker terbesar di Indonesia.

List website idn poker terbaik.

Game situs slot online resmi

slot hoki terpercaya

slot terbaru

rtp slot gacor

agen sbobet terpercaya