Bem vindo(a) ao CEBI ! (51) 3568-2560

CEBI-SC realiza o 8º encontro da Escola Bíblica em Chapecó

CEBI-SC realiza o 8º encontro da Escola Bíblica em Chapecó
24 de junho de 2016 Centro de Estudos Bíblicos
CEBI-SC realiza o 8º encontro da Escola Bíblica em Chapecó
Amigos/as companheiros/as de caminhada no CEBI,

partilho com vocês o sentimento que tive em participar de mais uma etapa do estudo da Palavra, o 8º encontro da Escola Bíblica, realizada em Chapecó(SC), do dia 17 ao dia 19 de junho.

Durante este estudo e reflexão sobre o Evangelho de Lucas e Atos dos Apóstolos, senti-me feliz em estar em comunidade onde tudo é comum, partilhado. A mesa é o lugar da partilha. Jesus senta à mesa com os discípulos de Emaús e, para a surpresa deles, é na partilha do pão que reconhecem a sua presença no meio deles.

A mesa é lugar de encontro, de partilha, de experiências, de comer e beber, celebrar juntos na Casa Comum. É a comensalidade, onde, mais importante daquilo que se come, são as relações que se estabelecem ao redor da mesa. Jesus senta à mesa e escuta, dialoga, come e ensina. A mesa é lugar em que a família, num gesto bonito, senta ao seu redor para se alimentar e partilhar o alimento com todos. De outro lado, a mesa também é lugar de negociações, clima tenso, ódio, rancor, que cria desigualdades por causa da injustiça social.

Em Êxodo 3,7, podemos ler: “Eu vi muito bem a miséria do meu povo. Ouvi o seu clamor, conheço os seus sofrimentos. Por isso, desci para libertá-los e fazê-los subir”.

Na visita ao acampamento Marcelino Chiarello em Guatambu, SC, perto de Chapecó, o grupo ouviu os clamores, as lágrimas rolaram, sentimos o cheiro da terra, e a fumaça fazia arder os nossos corações. Irma, uma líder do Movimento, fez uma releitura do texto do Êxodo, trazendo-o presente para a história do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra e para a luta com vista à conquista da terra. A esperança estava presente no olhar sofrido de muitas pessoas, mas o rosto dos jovens e crianças nos animava para a luta.

Sabemos que temos milhares de pessoas que não estão ao redor da mesa. Estão ao pé da mesa esperando migalhas, esperando a terra para matar a fome. Mas a esperança não morre. Está presente junto de nós. O Espirito do Senhor está sobre o grupo que caminha para a libertação.

Que prevaleça a confiança na coletividade e o cuidado de todos para com todos, e sejamos nós as sementeiras da Palavra de Deus, da bondade, da luta e da amorosidade.

Sônia Bacarin, integrante da escola do CEBI-SC em Chapecó.