Bem vindo(a) ao CEBI ! (51) 3568-2560

CEBI-Região Amazônica: Formação bíblica reflete a realidade da juventude no Brasil

CEBI-Região Amazônica: Formação bíblica reflete a realidade da juventude no Brasil
18 de outubro de 2017 Centro de Estudos Bíblicos

Entre os dias 12 e 14 de outubro ocorreu o Encontro de Formação Bíblica e a Assembleia Regional Eletiva do CEBI– Região Amazônica. A formação teve como tema motivador a reflexão sobre a realidade da juventude brasileira. O encontro aconteceu no prédio da antiga Prelazia, em Boa Vista/RR.

Começando os trabalhos…

O primeiro dia de atividades esteve sob a assessoria de Jonathan, Ivone e Nilva. O encontro iniciou-se com um canto seguido da encenação do trecho do Evangelho em que Jesus encontra-se com o jovem rico. Logo após houve a leitura de uma poesia, declamada em dois coros (homens e mulheres), e cantou-se a canção “Amor maior”, do grupo Jota Quest.

Ouça a música:

Em seguida, houve a leitura da programação do encontro, onde foi detalhada as atividades e repassadas as devidas informações sobre o que iria ocorrer durante os próximos dois dias.

Jonathan iniciou, a partir das 14h, uma provocação sobre o contexto das juventudes.

Lançou-se a primeira pergunta: O que é juventude?

A partir dali, foi aprofundado o conceito e se apresentaram algumas definições, aquelas que mais se aproximam do tema. Os que estavam presentes apresentaram suas opiniões baseadas em suas experiências no trabalho com as juventudes, ressaltando ora os aspectos físicos, ora os aspectos de comportamento e maturidade.

O facilitador abordou ainda dados atuais sobre a juventude, apresentando dados sobre o encarceramento da população juvenil, homicídios e uma visão geral sobre a vulnerabilidade dos jovens frente às investidas que o sistema capitalista impõe. Verificou-se que as juventudes são muito mais vítimas, do que propriamente agentes da violência.

Falou-se ainda sobre o que é ser jovem no mundo de hoje, onde a discussão levou em consideração as problemáticas que envolvem o público alvo. Com por exemplo:

  • acesso a grande quantidade de informações (internet) e pouca capacidade de processamento e análise crítica das mesmas;
  • desemprego;
  • desvalorização profissional;
  • falta de protagonismo, entre outros.

Destacou-se a preocupação em aproximar os jovens da Leitura Popular da Bíblia, e proporcionar uma leitura menos  fundamentalista, dando espaço para uma leitura mais contextualizada e próxima da realidade.

Ivone apresentou algumas considerações sobre a realidade juvenil em Roraima, enquanto Diego apresentou alguns dados sobre as juventudes no Amazonas (dados sobre homicídios, mortes por arma de fogo, suicídios, tráfico humano e exploração sexual).

O CEBI e o diálogo com a juventude

Foi valorizado e discutido a aproximação dos jovens nos espaços do CEBI e o seu protagonismo nas ações. Encerrou-se a programação do dia com a oração final e em seguida o jantar.

O segundo dia de atividades (13/10/2017) iniciou com o café da manhã e logo após a exibição do documentário “A História das Coisas”. Em seguida, o grupo dividiu-se em grupos menores para a leitura e reflexão do texto de Gn 11, 1-9. Algumas perguntas nortearam a discussão. Após o lanche da manhã, todos os grupos reuniram-se para discutir o texto.

Assista ao documentário “A História das Coisas”:

Após o almoço, houve o encaminhamento para o segundo momento de estudo em grupo, com o texto de Ef 2, 13-18, e discussão com todos os colegas. Ressaltou-se na discussão os muros e os contornos apresentados às juventudes na realidade atual, bem como os desafios em superar às diferenças e buscar denominadores comuns para que juntos possamos diminuir os conflitos e encontrar novas perspectivas.

Após as discussões, as equipes do CEBI Amazonas e CEBI Roraima, dividiram-se para discutir quais atividades devem orientar às juventudes de seus respectivos estados, através da Leitura Popular da Bíblia.

Foram apresentadas propostas que sugerem a realização de seminários, a criação de escolas bíblicas para jovens, além de projetos em parcerias com escolas.

A programação do dia encerrou-se com a mística final e o jantar.

No último dia de atividades (14/10/17), iniciou-se as atividades com o café da manhã seguida da mística inicial. Logo após houve a abertura da Assembleia com o estudo do texto de Rm 12, 1-2, seguida da leitura da Reflexão para a Assembleia Nacional do CEBI do ano de 2017, que foi base para as discussões e aprofundamentos posteriores.

Deu-se seguimento com os informes sobre a Assembleia Nacional, apresentação das atividades desenvolvidas pelo CEBI nos dois estados e a prestação de contas. Após o lanche, Giovana Campos foi eleita como a Coordenadora Regional do CEBI – Região Amazônica. O encerramento foi realizado com a presença do Bispo da Diocese de Roraima, Dom Mario Antonio da Silva na mística final e o almoço.

Fonte: Texto e fotos enviados por Diego Gomes Aguiar, do CEBI-Amazonas, 18/10/2017.