Poesia da Libertação

68Luta21

Pedro Tierra

Para Ricardo Azevedo e Vera Soares
que atam os nós entre uma e outra
geração de lutadores.

 

A geração incendiada
pelo impulso de refundar o mundo
sopra sob as cinzas,
a brasa oculta da indignação.

Contra a ferocidade que nos cerca
e sufoca
opomos
“A imaginação no Poder!”,

esse sonho que só nos abandona
quando dormimos.

Ouço na noite
e reconheço
o rumor do sangue,
pulsando nas veias
e na memória
como o rio subterrâneo
que nos percorre
o continente do corpo
movido por uma vontade
irrevogável de vida
e de liberdade
e se oferece à sede
da geração que descobre
o espaço aberto das ruas.

Difusa, pela criminosa sombra
da morte em massa
que nos sitia,
percebo, sob a luz insistente
da madrugada que se anuncia
a mão amável pousada
sobre a mão que a sucede,
ainda insegura do traço
que deseja esboçar
e conduz a incerta caligrafia,
palavra a palavra, gesto a gesto.

Recolho a mão e cedo o passo.

E testemunho a mão diminuta,
sem perceber ainda a força infinita
que a move
abrir-se trêmula como um pássaro
que arrisca, pela primeira vez,
alçar seu próprio voo.

A liberdade pede passagem!
“Todo poder à Imaginação!”

situs judi bola AgenCuan merupakan slot luar negeri yang sudah memiliki beberapa member aktif yang selalu bermain slot online 24 jam, hanya daftar slot gacor bisa dapatkan semua jenis taruhan online uang asli. idn poker slot pro thailand

Seu carrinho está vazio.

mersin eskort