Bem-vindo ao CEBI! (51) 3568-2560 | [email protected]

Celebração da Diversidade

Celebração da Diversidade
30 de dezembro de 2014 Centro de Estudos Bíblicos
Celebração da Diversidade

Para a chegada das pessoas recortar pedaços de E.V.A. coloridos de diversos formatos e entregar um para cada uma. Orientá-las a escreverem seus nomes no pedaço recebido. Estes pedaços formarão um mosaico quando as pessoas forem chamadas a colocar seu pedaço num pano que deverá estar estendido em alguma parede do espaço.

Música de acolhida: Seja Bem Vindo olelê

Palavras de boas vindas:

Quanta riqueza existe na multiformidade! Somos pessoas diferentes. Temos vivências diferentes. Temos olhares, saberes e sentimentos diferentes uns dos outros. Viemos de lugares distintos, temos nomes e sobrenomes diversos, temos sotaques, línguas e formas diversas, temos buscas diferentes. Contudo, podemos nos reunir aqui e nos enriquecer com a diversidade de cores, sabores, gestos e saberes. Que nestes dias possamos nos acolher, nos conhecer e nos fortalecer em amor, alegria e comunhão! Amém!

Cântico: O TEU LUGAR (Sílvio Meincke/ Astor Dalferth)

1.    Busca logo o teu espaço e firma o pé na caminhada.

Pisa firme neste chão e toma parte na jornada.

Se quiseres te buscamos ou tua casa visitamos.

Como irmã ou como irmão é com prazer que te saudamos.

Pois aqui tu tens o teu lugar.

Pois aqui tu tens o teu lugar.

 

2.    Vem sarar tuas feridas e buscar mais liberdade.

Descansar as tuas cargas sobre a nossa amizade.

Nosso Deus que nos convida tua história bem conhece

E te abre novo espaço a cada dia que amanhece.

Pois aqui tu tens o teu lugar

Pois aqui tu tens o teu lugar.

 

3.    Vem falar tua palavra e botar a mão na massa.

Vem deixar a tua marca, nosso sonho que se faça.

Vamos ver se construímos a partilha de uma mesa

Que reparte dons e tempo, experiência e riqueza.

Pois aqui tu tens o teu lugar.

Pois aqui tu tens o teu lugar

 

Oração do Povo

(Para este momento os textos abaixo deverão ter sido impressos em pedaços de papel conforme as cores indicadas)

(liturgias laranja) Trazemos em nossos pés o pó de longos caminhos; o cansaço, as feridas, mas também o desejo de reunir-nos para quebrar fronteiras, caminhando rumo à vida.

(Todos e todas) Fonte da Vida reúne o teu povo!

(liturgias azuis) Tuas mãos e nossas mãos nos aproximam para novas relações, novos toques de amor e esperança, de força e coragem que saram, bendizem e enfrentam as injustiças.

(Todos e todas) Deus de amor transforma o teu povo!

(liturgias vermelhas) Em nossas entranhas se escondem as nossas dores e as dores de nossos povos. Ajuda-nos a parir a vida. Que a chama do Espírito de amor seja acesa em nossos corações com o fogo que faz novas todas as coisas.

(Todos e todas) Espírito de Luz ilumina teu povo! (acender a vela principal que estará no altar)

(liturgias verdes) Quando vemos as cores de tua criação e nos rodeiam o silêncio e os sons, temos a certeza de que somos teus olhos. Sentimos em nossa diversidade a beleza e grandiosidade da criação.

(Todos e todas) Deus da paz bendize o povo reunido! Que assim seja!

 

Música: DIAS MELHORES – Jota Quest Composição: Rogério Flausino

Vivemos esperando

Dias melhores

Dias de paz, dias a mais

Dias que não deixaremos para trás

 

Vivemos esperando

O dia em que seremos melhores

Melhores no amor, melhores na dor

Melhores em tudo

 

Vivemos esperando

O dia em que seremos para sempre

Vivemos esperando

Dias melhores para sempre

 

Vivemos esperando

Dias melhores

Dias de paz, dias a mais

Dias que não deixaremos para trás

 

Vivemos esperando

O dia em que seremos melhores

Melhores no amor, melhores na dor

Melhores em tudo

 

Vivemos esperando

O dia em que seremos para sempre

Vivemos esperando

Dias melhores para sempre

 

Montagem do Painel da Diversidade: (enquanto canta-se a música as pessoas são convidadas a construir o painel da diversidade com os diversos mosaicos que receberam e onde já colocaram seus nomes e o local de origem. O pano branco deverá estar estendido no fundo do palco).

 

Leitura bíblica: Texto-base 1 Co

 

Cântico: Se calarem a voz dos profetas – Ir. V.Cartilho

1.    Se calarem a voz dos profetas

As pedras falarão

Se fecharem uns poucos caminhos,

Mil trilhas nascerão.

Muito tempo não dura a verdade

Nestas margens estreitas demais:

Deus criou o infinito pra vida ser sempre mais!

É Jesus este pão de igualdade:

Viemos pra comungar

Com a luta sofrida do povo,

Que quer ter voz, ter vez, lugar.

Comungar é tornar-se um perigo:

Viemos pra incomodar.

Com a fé e a união nossos passos,

Um dia vão chegar.

 

2.    O Espírito é vento incessante,

Que nada há de prender.

Ele sopra até o absurdo

Que a gente não quer ver.

 

3.    No banquete da festa de uns poucos,

Só rico se sentou.

Nosso Deus fica ao lado dos pobres,

Colhendo o que sobrou.

 

4.    0 poder tem raízes na areia,

O tempo o faz cair.

União é a rocha que o povo

Usou pra construir.

 

5.    Toda luta verá o seu dia

Nascer da escuridão.

Ensaiamos a festa e a alegria,

Fazendo comunhão.

 

Oração Final: Cremos na Vida (Luiz Carlos Ramos)

 

Cremos na vida como presente

Mesmo aquela franzina

Que explode de um ventre inchado

No fundo de um barraco escuro

dádiva terna da Força Criadora.

Cremos na vida como conquista

Mesmo aquela que precisa ser

Invadida, tomada, ocupada;

A terra, o teto, a cidadania, a dignidade;

Promessas a serem conquistadas

tarefa vital da Palavra Encarnada.

Cremos na vida como partilha

Mesmo aquela que é escassa

Do que tira do que não tem

O suficiente para alimentar

A multidão dos nossos sonhos:

Pão para a alma, saúde para o espírito,

Ternura para o corpo:

expressão visível da Consolação

Eterna.

 

Celebrações elaboradas por um grupo ecumênico do RS