Reflexão do Evangelho

No Encontro com o Ressuscitado, a Missão se Renova!

Dinamizados pela força da páscoa de Jesus, precisamos lembrar que provocadora luz da ressurreição não brilha de forma repentina e poderosa na vida dos cristãos. Ela vai se acendendo aos poucos. Naquela noite de domingo, as portas da sala, onde se encontravam os discípulos assustados, estavam firmemente trancadas. O ambiente externo era hostil, e aquele punhado de discípulos cheios de ambiguidades sentia-se desamparado. Era noite por fora e por dentro, e nem mesmo a Boa Notícia anunciada por Maria Madalena conseguira arrancá-los daquela prostração.

Este ambiente noturno e fechado contrasta com a manhã luminosa e aberta na qual Maria Madalena se encontrara com Jesus ressuscitado (cf. Jo 20,1-18). Os discípulos vivem a mesma sensação de escuridão e ameaça que haviam experimentado ao atravessar o lago, depois da tentativa frustrada de transformar Jesus em rei (cf. Jo 6,16-21). Mas as trevas da noite costumam ser proporcionais à luz da aurora que se esconde no seu ventre, como aquela noite na qual Deus fez vigília e iniciou a libertação do povo do Egito (cf. Ex 12,42; Dt 16,1).

É assim que, superando todos os obstáculos, Jesus irrompe no meio dos discípulos, e não o faz para advertir ou acusar. Eles se alegram quando Jesus, mostrando-lhes as mãos e o lado, se apresenta como Cordeiro com o qual se inicia um novo êxodo. Ele faz questão de mostrar as mãos nas quais o Pai tinha posto tudo (cf. Jo 13,3); as mãos que realizaram as ações libertadoras de Deus (cf. Jo 3,36); as mãos firmes das quais nenhuma ovelha será arrancada (cf. Jo 10,28). Estas mãos perfuradas simbolizam a historicidade e a concretude humana da sua presença ressuscitada.

Porém, Jesus quer evitar a tentação de uma paz que consola e acomoda. Como Deus havia feito no início da criação, Jesus transmite seu Sopro aos discípulos e os constitui sinais e instrumentos de uma nova criação. “Então soprou sobre eles e falou: ‘Recebei o Espírito Santo’.” A experiência pascal torna-se êxodo corajoso e libertador de todos os fechamentos e redis para prosseguir o caminho de Jesus. Não conheceremos verdadeiramente Jesus Cristo ressuscitado enquanto não estivermos situados num horizonte de esperança e de ação missionaria.

Somos enviados como ele foi enviado pelo Pai, como Cordeiros que carregam o pecado do mundo, pois perdoar é libertar uma pessoa de um peso que a prende e impede de viver plenamente, como Jesus fizera com a mulher samaritana (cf. Jo 4,1-42), com o homem que sofria há 38 anos (cf. Jo 5,1-18), com a mulher acusada de adultério (cf. Jo 8,1-11), com o cego de nascença (cf. Jo 9,1-41). Conduzidos pelo Espírito de Jesus, somos enviados para construir uma comunidade que procura romper com o espírito do mundo e tomar distância das estruturas de pecado.

A primeira expressão da missão que brota da experiência pascal é o testemunho de vida fraterna e solidária, diante do qual a sociedade é obrigada a tomar posição. E a segunda é, como nos mostra João, o anúncio de que isso é feito em nome de Jesus, “o primeiro e o último, Aquele que vive”, a pedra rejeitada que se tornou pedra principal e preciosa. É em Jesus que se fundamenta nosso novo viver e nossa irrenunciável missão. E desde sempre, como nos mostra Pedro, a missão dos cristãos é também ação transformadora: todos os que se aproximavam dele eram curados.

Hoje a missão continua, e vai sendo tecida pelos fios do testemunho, do diálogo, do anúncio e do serviço. Partindo do encontro com o Ressuscitado, o anúncio e o testemunho são vividos nas diversas iniciativas e cuidados pastorais em favor dos doentes, das crianças, dos encarcerados, dos migrantes, dos operários, da mulher marginalizada, da juventude, da terra, da família, da nossa casa comum, enfim: na defesa de políticas públicas em favor do povo. As pessoas têm o direito de sentir em nós a mão do próprio Jesus Cristo tocando seus ombros cansados e espantando o medo!

Jesus de Nazaré, Cordeiro de Deus! Na tua mesa somos nutridos e encorajados a tirar o pecado do mundo, a amar e servir incondicionalmente. E o faremos tornando-nos uma bênção que de mil formas toca, desperta, cura, liberta. Não permitas que nos separemos do corpo eclesial e, assim, tornemo-nos incapazes de te reconhecer vivo entre nós. E dá-nos a graça de crer em ti apoiando-nos no testemunho daqueles que provaram teu amor e tocaram tuas chagas. Assim seja! Amém!

Itacir Brassiani msf

Liga228 situs judi bola merupakan situs judi bola online dengan pasaran terlengkap.

Kunjungi situs judi bola terlengkap dan terupdate seluruh asia.

Situs sbobet resmi terpercaya. Daftar situs slot online gacor resmi terbaik. Agen situs judi bola resmi terpercaya. Situs idn poker online resmi. Agen situs idn poker online resmi terpercaya. Situs idn poker terpercaya.

situs idn poker terbesar di Indonesia.

List website idn poker terbaik.

Game situs slot online resmi

slot hoki terpercaya

slot terbaru

rtp slot gacor

agen sbobet terpercaya

slot online judi bola terpercaya slot online terpercaya judi bola prediksi parlay hari ini

Seu carrinho está vazio.