Notícias

Círculo Bíblico para a Sexta-feira Santa: As Sete Palavras da Cruz

Introdução:

Neste Círculo Bíblico, vamos meditar sobre as Sete Palavras da Cruz, trazendo à reflexão não apenas as palavras de Jesus, mas também as realidades das pessoas excluídas e vulneráveis que Ele representa e defende em sua vida e ministério. Que este momento de oração nos permita mergulhar na compaixão e na solidariedade de Cristo para com as pessoas marginalizadas, oprimidas e sofredoras de nosso mundo.

Que este Círculo Bíblico nos ajude a vivenciar o verdadeiro significado da Sexta-feira Santa e nos inspire a continuar seguindo os passos de Jesus, em serviço as pessoas mais necessitadas.

Abertura:

  • Canto: “Pai-Nosso dos Mártires”
  • Momento de silêncio e acolhimento.

Todas as pessoas  em coro – 1ª Palavra: “Pai, perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem.” (Lucas 23:34)

Animador(a) : Reflitamos sobre a compaixão de Jesus, que mesmo diante da injustiça e da violência, pede perdão para aqueles que o crucificaram. Ele nos ensina a estender o perdão mesmo às pessoas que nos prejudicaram, reconhecendo a ignorância que muitas vezes as impulsiona.

Leitor(a) 1 – Como podemos praticar o perdão em nossas próprias vidas, especialmente em relação àqueles que nos prejudicaram?

Todas as pessoas  em coro – 2ª Palavra: “Em verdade te digo: hoje estarás comigo no Paraíso.” (Lucas 23:43)

Animador(a) : Pensemos nas pessoas marginalizadas e excluídas pela sociedade, assim como o criminoso crucificado ao lado de Jesus. Que possamos reconhecer o valor e a dignidade de cada ser humano, independentemente de suas circunstâncias ou erros passados.

Leitor(a) 2  Como podemos reconhecer e valorizar a dignidade de todas as pessoas, independentemente de suas circunstâncias ou erros passados?

Pausa 

Todas as pessoas  em coro  3ª Palavra: “Mulher, eis aí o teu filho… Eis aí a tua mãe.” (João 19:26-27)

Animador(a) : Contemplemos o cuidado de Jesus com sua mãe Maria e com o discípulo amado, confiando-lhes uns aos outros. Que possamos reconhecer a importância de cuidar umas das outras, especialmente das mais frágeis e vulneráveis em nossa comunidade.

Leitor(a) 1 – Como podemos cuidar umas dos outros como Jesus cuidou de sua mãe e do discípulo amado? (Pausa)

Todas as pessoas  em coro  4ª Palavra: “Meu Deus, meu Deus, por que me abandonaste?” (Mateus 27:46)

Animador(a) : Reflitamos sobre o grito de desamparo de Jesus, que experimentou a solidão e a angústia mais profundas. Lembremo-nos das pessoas que se sentem abandonadas e esquecidas pela sociedade e pela igreja. Que possamos ser presença de conforto e esperança para aqueles que sofrem em silêncio.

Leitor(a) 2 – Como podemos estar presentes para aquelas que se sentem abandonadas e esquecidas pela sociedade e pela igreja? (Pausa)

Todas as pessoas  em coro –   5ª Palavra: “Tenho sede.” (João 19:28)

Animador(a): Meditemos sobre a sede física de Jesus na cruz, mas também sobre a sede espiritual das pessoas que sofrem hoje, privadas não apenas de água, mas também de justiça, amor e compaixão. Que possamos ser instrumentos de saciar a sede dos necessitados em nosso meio.

Leitor(a) 1 – Quais são as necessidades mais urgentes em nossa comunidade que podemos ajudar a suprir? (Pausa)

Todas as pessoas em coro  6ª Palavra: “Está consumado.” (João 19:30)

Animador(a): Contemplemos o momento em que Jesus entrega sua vida nas mãos do Pai, cumprindo sua missão de amor até o fim. Que possamos encontrar inspiração em seu sacrifício para continuar lutando por um mundo mais justo e compassivo, onde todas as pessoas sejam reconhecidas em sua dignidade.

Leitor(a) 1 – O que significa para nós a ideia de que a missão de Jesus estava consumada na cruz? (Pausa)

Todas as pessoas  em coro  7ª Palavra: “Pai, nas tuas mãos entrego o meu espírito.” (Lucas 23:46)

Animador(a): Meditemos sobre a confiança de Jesus no Pai, mesmo no momento da morte. Que possamos entregar nossas vidas e nossas preocupações nas mãos de Deus, confiando em sua misericórdia e providência para conosco e para com todos os que sofrem.

Leitor(a) 2 – Como podemos confiar em Deus mesmo nos momentos mais difíceis de nossas vidas? (Pausa)

Encerramento:

  • Momento de partilha opcional.: Cada pessoa pode dizer como se sente após vivenciar este Círculo Bíblico Orante, o que este momento significou para ela.
  • Ação concreta: A comunidade pode pensar uma ação de solidariedade para ser realizada em favor das pessoas de sua localidade.

Oração Final:

Todas as pessoas  em coro – Senhor Jesus, ao meditar sobre tuas palavras na cruz, reconhecemos tua profunda solidariedade com as pessoas excluídas e vulneráveis de nossa sociedade. Que possamos seguir teu exemplo de amor e compaixão, comprometendo-nos a ser presença de esperança e justiça onde quer que estejamos. Amém.

situs judi bola AgenCuan merupakan slot luar negeri yang sudah memiliki beberapa member aktif yang selalu bermain slot online 24 jam, hanya daftar slot gacor bisa dapatkan semua jenis taruhan online uang asli. idn poker slot pro thailand

Seu carrinho está vazio.

×