Bem vindo(a) ao CEBI ! (51) 3568-2560

Notícias falsas: Afinal, Papa Francisco mandou ou não o terço a Lula?

Notícias falsas: Afinal, Papa Francisco mandou ou não o terço a Lula?
14 de junho de 2018 CEBI Secretaria de Publicações
Na última terça-feira, 12 de junho, a informação de que o Papa Francisco havia enviado um terço abençoado ao ex-presidente Lula, preso em Curitiba, gerou confusão no mundo católico.

Pessoas que se identificam com a ala mais conservadora do Vaticano, reforçavam a ideia de que a pessoa enviada pelo Papa Francisco não estava agindo em nome do pontífice, e até mesmo um site de notícias sobre o Vaticano, Vaticans News, reforçou a ideia de que o apoio do Papa a Lula, era falso. A informação também foi divulgada por portais de notícias brasileiros que depois tiveram que divulgar erratas pela apuração equivocada do assunto.

Mas, afinal, o que aconteceu?

“O Papa Francisco enviou um assessor especial para entregar rosários a pessoas presas, entre elas o ex-presidente Lula”, explicou o jornal Correio da Cidadania.

“Essa é a verdade, portanto: o Papa Francisco esteve com seu assessor Juan Grabois e entregou a ele rosários bentos para que entregasse a pessoas que determinou. Por isso o site Vatican News teve que apagar as notas anteriores, eivadas de mentiras que a mídia publicou e não retificou.”

Entenda o caso das notícias falsas

via Correio da Cidadania*

O Papa Francisco enviou um assessor especial para entregar rosários a pessoas presas, entre elas o ex-presidente Lula. Devido ao fato de a comunidade católica no Brasil ser gigantesca, uma rede de difamação se organizou em conluio com um setor conservador do Vaticano para desmentir o assessor do papa que agiu em seu nome e que, agora, explica tudo em carta após site fake do Vaticano apagar duas notas FALSAS.

Antes de mais nada, vale esclarecer que o advogado argentino Juan Grabois é assessor especial do Papa Francisco. A informação está sendo confirmada até pela mídia que tentou distorcer o fato de que tal assessor foi enviado pelo Papa para levar conforto a Lula.

Primeiro, a mídia caiu furiosamente em cima do PT esgrimindo informação veiculada em um site chamado Vatican News, que nada tem que ver com a imprensa oficial do Vaticano, o L’Osservatore Romano.

No tal site Vatican News saiu na última terça-feira uma nota desmentindo que o Papa Francisco houvesse enviado o rosário a Lula. Poucas horas após a divulgação da mentira, a nota foi apagada. Uma segunda nota foi enviada, mas também foi apagada porque não continua a informação correta.

Foi necessária uma terceira nota que reconheceu cabalmente que a mídia reproduziu uma nota mentirosa de um site que não é o órgão oficial do Vaticano, o tal “Vatican News”. Diz a nota:

“Corrigindo um nosso serviço precedente sobre o caso Grabois-Lula, devemos ressaltar que havia imprecisões na tradução e nas transcrições que induziram a alguns erros”

Em seguida, o jornal O Globo, entre outros, reconheceu que o advogado argentino que levou o Rosário enviado pelo Papa a Lula, Juan Grabois, é, sim, consultor direto do Papa Francisco.

Por fim, para tirar qualquer dúvida sobre o assunto, o consultor oficial do Papa divulgou uma carta na qual esclarece o que aconteceu.

No texto, Grabois diz que o site Vatican News não é o órgão de imprensa oficial do Vaticano, apesar de ser ligado a funcionários do mesmo Vaticano.

O Papa Libertário e as controvérsias do Vaticano

No Brasil, dois eventos recentes envolvendo o Papa ou representantes dele causaram controvérsia, pela forma como foram noticiados pelo Vaticano: o telefonema de Bergoglio à família da vereadora Marielle Franco, assassinada no Rio de Janeiro; e a tentativa de visita de um assessor e amigo próximo de Francisco, o advogado argentino Juan Grabois, ao ex-presidente Lula.

Nos dois casos, o noticiário oficial do Vaticano parece ter tentado despolitizar ou diminuir as ações de Francisco ou de seus representantes”

Como se vê, o tal Vatican News é useiro e vezeiro em negar ações do papa. O site publicou matéria que dizia sobre a informação de que o Papa ligou para a família da vereadora assassinada Marielle Franco que “os telefonemas do Santo Padre são privados. A Sala de Imprensa [o tal Vatican News”] não confirma, nem desmente” que Francisco fez a ligação.

Porém, a grande imprensa noticiou fartamente a ligação do Papa para a família da vereadora assassinada. A BBC Brasil, por exemplo. O primeiro parágrafo da matéria diz o seguinte:

“O telefone tocou, Marinete da Silva atendeu e começou um bafafá danado, com a mãe de Marielle Franco e a família tentando entender o que estava acontecendo, “se era o papa ou não era o papa”, relata a irmã da vereadora, Anielle Silva.

E de fato era o próprio papa Francisco, que ligou para o celular de Marinete para prestar solidariedade à família pelo brutal assassinato de Marielle.

Com informações do site Correio da Cidadania, 13/06/2018. Título original: Mídia mente; Papa enviou, sim, rosário a Lula. Editado por Centro de Estudos Bíblicos.

Fotos de capa: Lula por REUTERS/Nacho Doce.