Bem vindo(a) ao CEBI ! (51) 3568-2560

Dia Internacional da Mulher – Subsídios para a Liturgia e a Reflexão

Dia Internacional da Mulher – Subsídios para a Liturgia e a Reflexão
7 de março de 2016 Centro de Estudos Bíblicos
Dia Internacional da Mulher - Subsídios para a Liturgia e a Reflexão
DIA INTERNACIONAL DA MULHER: Subsídios para a Liturgia e a Reflexão

Considerações iniciais

O recurso está pensado para estimular a reflexão em grupo ou para auxiliar no preparo da pregação. Em algum momento do encontro ou da celebração procure resgatar a história que deu origem ao Dia Internacional da Mulher, fatos atuais que sinalizam conquistas, que apontem para a esperança, mas também para a necessidade de mudança e transformação com vistas à promoção de relações justas, igualitárias de respeito e de paz.

Preparando o ambiente

Ornamente o altar com panos em tons lilás, flores, folhas secas e ramos verdes. Espalhe alguns desses elementos pelo chão de tal forma a compor um cenário com flores amassadas – quebradas – isoladas, longe do ramo, outras inteiras, bonitas, ligadas ao ramo e até mesmo a outras flores.

Pistas para a reflexão

Quaresma é tempo especial e oportuno para acolher o perdão de Deus em nossa vida e à luz do Evangelho de Cristo rever valores, conceitos, palavras e atitudes que ferem a vida. Por chamar à conversão, quaresma é também um tempo de esperança. Esperança porque sugere mudanças, aponta possibilidades, convida à transformação. Em Efésios 1.18, o apóstolo Paulo pede a Deus que nos ilumine para que vejamos a luz e conheçamos a esperança para a qual Ele nos chamou. Para que possamos enxergar para além da realidade que nos cerca é necessário olharmos para a vida, para o mundo com os olhos da fé. Olhar com fé nos permite ver o coração, a essência, a intenção, as possibilidades no caminho. Pessoas cristãs sabem que depois da Cruz vem a Páscoa. Essa certeza tem mobilizado muitas pessoas na luta diária por vida digna, por justiça, por liberdade e por direitos de igualdade que geram o novo em nossos relacionamentos.

1º Momento: Olhar para o altar (ou cenário criado), observar a disposição dos elementos, a condição em que eles se apresentam. Conversar sobre o que estão vendo; possível relação entre os elementos e a vida; as dificuldades, preocupações, a dor que mulheres enfrentam no cotidiano da vida. O evangelho de domingo, Lucas 15.1-3;11b-32, menciona a casa, o lar, a família, a forma como se estabelecem as relações entre as pessoas que dividem um mesmo espaço, moram sob o mesmo teto.

2º Momento: O tempo litúrgico da Quaresma nos convida a fazermos uma revisão de vida. É tempo de olhar ao redor, enxergar as pessoas com os seus sofrimentos e ensaiar novas possibilidades e realizar mudanças. O novo é a esperança que se torna possível mediante a disposição para a mudança. O que é preciso mudar? Que atitudes e posturas são necessárias para a promoção e a vivência de relações mais justas, igualitárias e de paz? Como se constrói relações de paz dentro de casa, por exemplo?

É possível criar/transformar ou convidar o grupo para que, a partir dos elementos expostos sobre o altar, crie novos símbolos ou imagens que comuniquem esperança, que apontem caminhos possíveis para a mudança. Quando a esperança que nos move e a fé em Jesus Cristo ganham forma em nossa vida então o nosso testemunho alcança credibilidade.
(Carmen M. Siegle, março 2016).

Kyrie da justiça!
Deus de amor imensurável! Tu que te contorces com o sofrimento das tuas criaturas e vens ao nosso encontro.
A ti clamamos: vem calar as vozes fundamentalistas que ousam tentar silenciar a voz da justiça e do direito, bens sagrados, por ti concedidos a todas as pessoas.
Vem cobrir e proteger, sob as asas da tua misericórdia, as pessoas humilhadas e agredidas em sua dignidade.
Vem, vem sem demora, e restabelece a justiça, o direito, e a imagem de integridade roubada das tuas filhas e dos teus filhos. Em ti confiamos. A ti, clamamos e, em ti, esperamos! Kyrie eleison!
(Erli Mansk, março de 2016)

Oração com as mulheres

Deus, que deste à luz o Universo,
geraste em tuas entranhas, apaixonadamente,
tudo o que é, que era, e o que há de vir;
Que até hoje nos aconchegas no teu seio,
e nos abrigas carinhosamente sob as tuas asas,
e nos supres com teu leite e pão e mel,
e nos sacias com a água pura da vida;
A ti elevamos, num sussurro, nossa tímida prece,
na esperança de que o nosso desejo coincida com o teu,
e tu te inclines para ouvir o clamor das tuas filhas:
Que peregrinam dolorosamente nas fronteiras da terra
que são humilhadas, torturadas e obrigadas a esconder o rosto
que são exploradas e roubadas em sua dignidade
que são violentadas e reduzidas ao silêncio…
Vêm até nós com doçura, vigor e amizade!
Vem, na teimosia da esperança,
na obstinação da justiça,
na tua irresistível graça
na eternidade do teu amor.
Vem, aviva nossa memória
e transforma nossa história.
Muda nossos planos,
para que sejamos mais que homens e mulheres,
para que sejamos, enfim, humanos.
Amém!
Luiz Carlos Ramos†
(8 de março de 2015)

Oração geral da igreja

Oh Deus, aqui estamos em tua presença.
Em ti cremos, em ti esperamos. És para nós como um Pai e uma Mãe. Cuidas de nós como de todas as criaturas. És justiça, amor e paz.
Por causa do pecado humano, nosso mundo é marcado por agressão, morte, desespero, intolerância, divisão, ódio, vingança, desigualdade. Necessitamos da força do teu Espírito para viver e enfrentar as vicissitudes da vida.
Como igreja, nos envias a profetizar o teu amor, o teu cuidado, a tua justiça e a paz. Não deixes que o desânimo nos sucumba. Mostra-nos como agir e onde agir. A criação que geme e as pessoas que sofrem aguardam o nosso testemunho. Deus de amor, estamos aqui, envia-nos e sustenta-nos! Por Jesus, teu amado Filho. Amém.
(Erli Mansk)

Bênção

Deus, em seu amor, te abrace e te envolva com o ar refrescante da sua graça;
Deus, em sua graça, te conceda a força da sua justiça;
Deus, em sua generosidade, te prepare um lugar na grande mesa da festa do Reino!
(Erli Mansk)