Bem vindo(a) ao CEBI ! (51) 3568-2560

De Braços Abertos [Pe. Antônio Geraldo Dalla Costa]

De Braços Abertos [Pe. Antônio Geraldo Dalla Costa]
8 de agosto de 2016 Centro de Estudos Bíblicos
De Braços Abertos [Pe. Antônio Geraldo Dalla Costa]

A Mensagem bíblica da Liturgia de hoje nos fala a grande MISERICÓRDIA de Deus, que está sempre de braços abertos para acolher os pecadores arrependidos.

A 1ª Leitura mostra a MISERICÓRDIA de Deus para com o Povo infiel. Após ter recebido inúmeros favores de Deus na Libertação do Egito, o Povo se afasta do caminho da  Aliança e adora um bezerro de ouro. Moisés intercede.
Deus perdoa e desiste de castigar. (Ex 32,7-11.13-14)

* O BEZERRO DE OURO não pretende ser um novo deus,
mas uma "imagem" de Javé, o que era proibido,
para salvar a transcendência de Javé e
evitar os símbolos e imagens dos cultos pagãos…

Na 2ª Leitura: PAULO fala da MISERICÓRDIA de Deus para com ele:
Recorda o seu passado de perseguidor violento da Igreja.
Mas, pela graça e misericórdia de Deus, tornou-se um Apóstolo…
E hoje manifesta toda a sua alegria e gratidão
pelo que a graça e a misericórdia de Deus fez nele… (1Tm, 1,12-17)

No Evangelho: Jesus fala da MISERICÓRDIA de Deus para com os Pecadores: (Lc 15,1-32)

– Na Introdução, os fariseus criticam Cristo
  porque "acolhe gente de má fama e come com eles…"
– Essa crítica provoca a Resposta de Jesus
  com as TRÊS PARÁBOLAS DA MISERICÓRDIA
  que ilustram a atitude misericordiosa de Deus para com os pecadores,
  – A Ovelha perdida – A Moeda perdida – O Filho pródigo (perdido)

+ Elas destacam a Alegria e a Festa, por que foi achado o que estava perdido.
   A alegria é tão grande, que precisa ser partilhada com os outros;
   Precisa festejar, tamanha é a felicidade.

+ Elas nos apresentam também Três Realidades:

1. A Existência do PECADO:

Apesar da tendência generalizada que nega qualquer forma de pecado,
devemos sustentar a existência do Pecado:
Nas leituras de hoje, encontramos vários exemplos:
– A IDOLATRIA dos judeus…
– A PERSEGUIÇÃO de Paulo
– A Atitude de INJUSTIÇA do Filho pródigo para com o Pai e
   a vida desordenada com meretrizes…
– A negativa de PERDÃO do irmão mais velho…
– O PURITANISMO dos fariseus e escribas, que murmuravam…

2. A MISERICÓRDIA de Deus:

– O Pai respeita a liberdade do filho,
  mesmo quando busca a felicidade por caminhos errados…
  Continua a amar e a esperar o seu regresso. E quando volta…
– Corre ao encontro, mesmo antes do filho pedir perdão…
– O Beijo revela o perdão, a acolhida, a alegria…
– A veste: manifesta que devolve a dignidade… uma vida nova
– O anel: simboliza o poder… é recebido "como filho", não como empregado…
– As sandálias: são próprias do homem livre, não do escravo…
– Festeja com a alegria o retorno.

* É a atitude de Deus para com os filhos afastados…
   O Filho desprezou sua dignidade de filho,
   o Pai nunca abandonou seu amor de Pai.
– Por que será que o filho mais novo quis ir embora?
  Porque desejava uma vida liberdade, longe dos olhos e controle do pai.
  ou porque o comportamento do seu irmão
  tornava a vida pesada e insuportável naquela casa?

3. A CONVERSÃO do pecador.

O Pecado existe, é uma ação humana que se opõe a Deus.
Todo pecado é uma ofensa a Deus…
Mas a misericórdia de Deus é maior do que todos os nossos pecados…

Contudo supõe uma atitude de retorno: CONVERSÃO.
Assim entenderemos a preferência de CRISTO pelos pecadores,
que humildemente reconheciam suas culpas e
procuravam sinceramente uma conversão.
E compreenderemos também as censuras de Jesus aos fariseus,
representados na Parábola pelo filho mais velho, que não aceita perdoar…

Todos nós somos pecadores… quem mais e quem menos..
A Igreja não é feita de santos, mas de pecadores perdoados…
– A Liturgia afirma: "Somos povo santo e pecador…"
– S. Paulo: "Jesus veio salvar os pecadores e eu sou o primeiro deles". (1Tm 1,15)

+ As Parábolas da misericórdia nos revelam um Deus que ama todos.
As transgressões dos filhos não anulam o Amor do Pai.
Se essa é a atitude de Deus, qual deve ser a nossa
para com aqueles que se afastaram de Deus e da Comunidade? 
A Atitude de Cristo ou a dos fariseus? Do Pai ou do Filho mais velho?
Como viver a misericórdia em nossa Vida, em nossa Família?

Renovemos a nossa fé em Deus, Pai de bondade e misericórdia,
e fiquemos de BRAÇOS ABERTOS também para nossos irmãos.