Bem vindo(a) ao CEBI ! (51) 3568-2560

7º Mutirão Brasileiro de Comunicação inicia no Rio de Janeiro

7º Mutirão Brasileiro de Comunicação inicia no Rio de Janeiro
18 de julho de 2011 Centro de Estudos Bíblicos
7º Mutirão Brasileiro de Comunicação inicia no Rio de Janeiro

A objetividade e pontualidade marcaram a abertura do 7º Mutirão Brasileiro de Comunicação (Muticom), no início da noite deste domingo, 17, no Ginásio da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. "Declaro abertas as atividades do 7º Mutirão Brasileiro de Comunicação", disse o arcebispo do Rio de Janeiro, dom Orani João Tempesta, pontualmente às 18h30. "Que o Cristo Redentor derrame suas bênçãos sobre todos", acrescentou.

O mutirão deve reunir cerca de mil comunicadores de todo o país até a próxima sexta-feira. Ele é promovido pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil e realizado pela arquidiocese do Rio de Janeiro e PUC-Rio, com apoio do Regional Leste 1 da CNBB.

A mesa de abertura foi composta, além do arcebispo do Rio, pelo presidente do Pontifício Conselho para as Comunicações Sociais, dom Claudio Maria Celli; pelo arcebispo de Campo Grande (MS) e presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Comunicação Social, da CNBB, dom Dimas Lara Barbosa; pelo reitor da PUC, padre Josafá Carlos de Siqueira; pelo coordenador geral do Mutirão, padre Omar Raposo; pelo vigário episcopal para as comunicações da arquidiocese do Rio, padre Marcos Willian Bernardo; pelo diretor acadêmico do Muticom, professor Miguel Pereira, e pelo conferencista da noite, mons. Dario Viganò, professor da Pontifícia Universidade Lateranense, em Roma.

Entoados os hinos Pontifício e Brasileiro por um grupo dos Arautos do Evangelho, houve breve saudação dos componentes da mesa. "Desejo frutuoso mutirão para todos. Renovo, mais uma vez, minha alegria de estar com vocês para compartilhar a comunhão", disse dom Claudio Maria Celli.

O presidente da Comissão para a Comunicação da CNBB, dom Dimas Lara Barbosa, exortou os participantes a "escancararem as portas do coração a Cristo", colocando-se como "discípulos missionários de Cristo para o anúncio do evangelho potencializado com os meios que estão disponíveis".

Já o reitor da PUC destacou o papel da universidade no Mutirão lembrando a importância do mundo acadêmico. "É preciso trabalhar com racionalidade os valores do evangelho para estejam presentes em nossos processos comunicativos", sublinhou.

Para o diretor acadêmico do Muticom, Miguel Pereira, o mutirão é resultado de um trabalho conjunto de muitas pessoas. "Aqui vamos discutir o que queremos de comunicação para a Igreja. Cada um de nós é linguagem. Se melhorarmos individualmente,podemos melhorar a sociedade", disse o professor.

O presidente do Pontifício Conselho para as Comunicações e o arcebispo do Rio de Janeiro foram presenteados com um DVD e um livro do último mutirão, realizado em Porto Alegre (RS), em fevereiro do ano passado.  "Dom Claudio Maria Celli foi um grande amigo do mutirão e dom Orani, um constante incentivador", disse padre Marcelino Sivinsk, um dos coordenadores do Muticom de Porto Alegre, ao entregar o presente.