Bem-vindo ao CEBI! (51) 3568-2560 | [email protected]

CEBI-MA Vigília no local do assassinato de Padre Josimo

CEBI-MA Vigília no local do assassinato de Padre Josimo
20 de julho de 2016 Centro de Estudos Bíblicos
CEBI-MA Vigília no local do assassinato de Padre Josimo
Nós do CEBI do Maranhão, em particular da Região Tocantina, partilhamos com vocês as atividades que foram desenvolvidas em torno da Celebração da memória dos 30 anos do martírio de Pe. Josimo e de tantos mártires e resistentes na luta pela terra.

Para a realização destas atividades contamos com a parceria de várias instituições, a saber: Irmãs Dominicanas de Nossa Senhora do Rosário de Montells, Diocese de Imperatriz, Pastorais, Movimentos e Organismos, Universidade Estadual do Maranhão, Centro de Cultura Negra Negro Cosme, Comissão Dominicana de Justiça e Paz do Brasil.

No dia 7 de maio ocorreu a Inauguração do Auditório Josimo Morais Tavares, localizado em um Espaço Bíblico, bem próximo ao local do assassinato; os donos deste espaço são Evangélicos da Assembleia de Deus. No dia 10 pela manhã foi feita uma vigília no local do assassinato, com distribuição de panfletos com informações sobre o fato. No dia 10 aconteceu a missa na Paróquia de Santa Cruz, presidida pelo Pe Raimundo Nonato (contemporâneo de Pe Josimo) e concelebrada por Padre Romulo.
No dia 12, na Universidade Estadual do Maranhão, contamos com a participação de muitos acadêmicos desta instituição, e apresentação de danças culturais com o grupo Kuizomba, a presença de várias lideranças da região, dentre elas pessoas que conviveram com Pe Josimo. Entre eles, Dona Raimunda, quebradeira de coco da Região do Bico do Papagaio; também o professor Domingos Furlan que morou e participou de várias atividades com Pe Josimo; o professor Siney Ferraz, que escreveu um livro sobre os conflitos agrários na Região de Sete Barracas (área de grandes conflitos); e Palmeirinha, filho de lavrador assassinado. Todas estas pessoas continuam colaborando decisivamente no processo de construção de uma sociedade justa e igualitária.
Seguimos a semana com o lançamento do filme Araguaia, no dia 13 de maio. A sessão aconteceu na Universidade Estadual do Maranhão, e o filme abordava a Guerrilha do Araguaia, documentário de grande valia para as gerações atuais e vindouras.Sem sombra de dúvidas todas estas atividades nos deixaram a certeza de que a memória foi relembrada principalmente para o público jovem que nos fortaleceu na caminhada. Lamentamos que em Imperatriz, cidade que Pe. Josimo foi assassinado, não tenha uma grande referência que faça memória.  Após muitas tentativas, hoje temos um auditório (de propriedade privada), uma quadra poliesportiva de uma escola municipal e está prevista a inauguração de uma rodovia que liga Imperatriz a municípios vizinhos.

CICATRIZ  (Música Paulo Maciel)

Viola em tom de liberdade
Entoa uma canção assim
Que rasgue do peito os silêncios
Forjados em noites sem fim
O chão aqui do nosso lado
Transpira lágrimas de dor
Pelos filhos que se foram
Sangue que germina em flor
Ê Josimo companheiro
Tua vida em nossas vidas
Olinda o teu olhar
Mãe serena vive em ti
Quilombolas ameríndios
Que fundaram este país
Lavradores desta terra
De tamanha cicatriz
Lua cheia branca e bela
clareia essa noite escura
traz bem logo o novo dia
tocha expressa em ternura