Bem vindo(a) ao CEBI ! (51) 3568-2560

Liturgia nas Casas : Domingo da Epifania do Senhor

Liturgia nas Casas : Domingo da Epifania do Senhor
30 de dezembro de 2021 Comunicação

Por prevenção, não vamos à comunidade para Celebrar o Dia do Senhor, mas podemos celebrar na pequena Igreja da nossa casa, e nos alegrar com a presença de Jesus em nossa mesa.
Aproveite também para divulgar entre amigos/as, familiares e sua comunidade de fé os roteiro da nossa celebração! O Senhor te guardará de todo o mal; guardará a tua alma! (Sl 121:7)

Levando em conta a impossibilidade de celebrações presenciais , o Liturgia nas Casas oferece um roteiro simples, para possibilitar que o domingo seja celebrado na pequena comunidade de fé em cada casa.

Neste domingo recordamos, a manifestação de Jesus a todos os povos e não apenas ao povo judeu.

 

  1. ABERTURA
    Quem preside canta, os demais repetem fazendo o sinal da cruz enquanto canta o primeiro verso:
    –Vem, ó Deus da vida, vem nos ajudar! (bis)
    Vem, não demores mais, vem nos libertar! (bis)
    –Glória ao Pai e ao Filho e ao Santo Espírito; (bis)
    Glória à Trindade Santa, glória ao Deus bendito. (bis)
    –Hoje a estrela guia, para nós brilhou! [bis]
    Jesus, de Deus o verbo, se manifestou! [bis]
  2. RECORDAÇÃO DA VIDA
    A festa da epifania retoma o natal de Jesus celebrando a sua humanidade manifestada a todos os povos e não apenas ao povo judeu. Traz consigo a mística da universalidade da salvação, segundo Santo Agostinho, a “manifestando o redentor de todos os povos, este dia se torna festa de todas as nações.”
    Quem coordena convida as pessoas a recordarem sinais da presença de Jesus no meio de nós.
  3. SALMO 72[71]
    Louvando a Deus pela vinda de Jesus, rei da justiça e rei da paz, expressemos nossa confiança de que, pela nossa união, o Senhor manifeste o seu Reino.
    Vimos a sua estrela no oriente e viemos com presentes adorar o Senhor.
    1.Senhor, concede ao rei tua justiça
    E ao filho dele dá sabedoria.
    A fim de que governe retamente
    Os pobres, pra viverem na alegria.
    Dos montes venha a paz para este povo
    E das colinas desça a salvação.
    Ele há de proteger os pequeninos,
    Vencendo quem lhes faz oposição.
    2.Ele há de viver tanto quanto o sol
    E como a lua: séculos sem fim.
    Chegando qual chuvisco nas campinas,
    Caindo como a chuva no capim.
    Justiça se verá no seu reinado
    E nele sempre a paz florescerá.
    Dominará de um mar a outro mar,
    Do rio ao fim da terra reinará.
    3.Diante dele caem os inimigos
    E, derrotados, vão lamber o chão.
    Os reis de Társis, príncipes das ilhas,
    Tributos para ele pagarão.
    Os reis de lá da Arábia e de Sabá
    Virão oferecer os seus presentes.
    Diante dele, os reis vão se curvar
    E a ele servirão todas as gentes.
    4.Ao pobre que o invoca ele liberta
    E aquele que ninguém quer ajudar.
    Do fraco e do pequeno ele tem pena
    E a vida da pobreza há de salvar.
    Liberta-os da injustiça e da opressão.
    Dará muito valor ao sangue deles.
    Que viva e ganhe o ouro da Arábia.
    Por isso, vão louvá-lo e agradecer-lhe.
    5.Na terra haverá trigo com fartura,
    Subindo a plantação pelos outeiros,
    Lembrando a terra boa lá do Líbano.
    E cresce o povo: planta de canteiro.
    Seu nome vai ser sempre bem lembrado,
    Sua fama, como o sol, vai se elevando.
    Será bendito por todos os povos
    E as gentes o seu nome irão louvando.
    6.Bendito sejas tu, Deus de Israel,
    Porque só tu nos podes dar vitória.
    Tua fama será sempre conhecida
    E a terra se encherá de tua glória.
    Louvor a Deus, que aos povos se revela,
    Louvor ao Cristo, luz de toda gente;
    Também louvor e glória ao Santo Espírito,
    E paz ao mundo todo, agora e sempre.
    Repetição, oração silenciosa…
  4. ORAÇÃO
    Oremos ao Senhor… [breve silêncio]
    Ó Deus de todos os povos,
    guiando os magos pela estrela,
    tu revelaste hoje o teu filho Jesus
    a toda a humanidade.
    Dá a nós, teus servos e servas,
    que já te conhecemos pela fé,
    a graça de buscarmos sempre o teu rosto
    e participarmos plenamente da tua luz.
    Por Cristo, nosso Senhor! Amém.
  5. LEITURA DO EVANGELHO – Mt 2,1-12
  • Uma pessoa da casa faça pausadamente a leitura:
    Leitura do Evangelho segundo Lucas.
    1Tendo nascido Jesus na cidade de Belém, na Judéia,
    no tempo do rei Herodes, eis que alguns magos do Oriente chegaram a Jerusalém, 2perguntando: ‘Onde está o rei dos judeus, que acaba de nascer? Nós vimos a sua estrela no Oriente e viemos adorá-lo.’ 3Ao saber disso, o rei Herodes ficou perturbado assim como toda a cidade de Jerusalém. 4Reunindo todos os sumos sacerdotes e os mestres da Lei, perguntava-lhes onde o Messias deveria nascer. 5Eles responderam: ‘Em Belém, na Judéia,
    pois assim foi escrito pelo profeta: 6E tu, Belém, terra de Judá, de modo algum és a menor entre as principais cidades de Judá, porque de ti sairá um chefe que vai ser o pastor de Israel, o meu povo.’ 7Então Herodes chamou em segredo os magos e procurou saber deles cuidadosamente quando a estrela tinha aparecido.
    8Depois os enviou a Belém, dizendo: ‘Ide e procurai obter informações exatas sobre o menino. E, quando o encontrardes, avisai-me, para que também eu vá adorá-lo.’ 9Depois que ouviram o rei, eles partiram. E a estrela, que tinham visto no Oriente, ia adiante deles, até parar sobre o lugar onde estava o menino. 10Ao verem de novo a estrela, os magos sentiram uma alegria muito grande.
    11Quando entraram na casa, viram o menino com Maria, sua mãe. Ajoelharam-se diante dele, e o adoraram.
    Depois abriram seus cofres e lhe ofereceram presentes: ouro, incenso e mirra. 12Avisados em sonho para não voltarem a Herodes, retornaram para a sua terra, seguindo outro caminho. Palavra da Salvação.
  1. MEDITAÇÃO
    Pode-se fazer uma breve partilha sobre a Palavra proclamada e quem preside lê o texto abaixo concluindo a partilha.
    Herodes, chamado o grande, estrangeiro, rei da Judéia, nomeado e protegido pelo senado romano é visto pela população como rei ilegítimo. Jesus nasce na cidade de Davi, como descendente de Davi, potencialmente sucessor legítimo. Para Herodes, é um rival perigoso. Uns magos orientais acorrem a render homenagem ao presumido herdeiro, tratando-o com o título de Rei dos judeus. A astúcia de Herodes é vencida pelo milagre da estrela e pela fidelidade dos visitantes. Os magos trazem o tributo dos pagãos ao rei menino e voltam por outro caminho.
    O texto também indica um itinerário da fé: a busca dos sinais de Deus e o deixar-se conduzir por eles; a experiência de fé que transfigura as inquietações em grande alegria; a adoração e o reconhecimento do Deus da vida, caracterizados pela abertura dos tesouros dos magos; enfim, a transformação da existência cotidiana, sinalizada pela volta dos magos por outro caminho.
    Em nossa reunião de oração, repercute a mesma alegria que tomou conta dos magos ao rever a estrela Ela é hoje para nós, na Palavra que ouvimos e acolhemos, o sinal que nos é dado para sermos conduzidos até ele e trilharmos novos caminhos.
  2. PRECES
    Celebremos nosso salvador, hoje manifestado às nações do mundo inteiro e digamos:
    Ilumina, Senhor, os nossos passos!
  • Cristo, manifestado em nossa carne, santifica-nos pela tua Palavra.
  • Cristo, justificado pelo Espírito, dá-nos discernimento para escolher os teus caminhos.
  • Cristo, manifestado pelos anjos, dá-nos a alegria de viver e de servir-te nos irmãos e irmãs.
    Preces espontâneas…
    Atende a nossa prece, Senhor Jesus Cristo, nosso Salvador. Amém.
  1. PAI NOSSO – Quem preside faz o convite:
    Obedientes à palavra de Jesus, sob a inspiração do seu Espírito que ora em nós, rezemos com confiança a oração que ele nos ensinou: Pai nosso…
  2. ORAÇÃO
    Senhor, nosso Deus,
    nós te bendizemos porque nos iluminaste
    hoje com a luz da tua manifestação
    e te revelaste a toda a humanidade.
    Acolhe o louvor de todas as crenças.
    Dá ao peregrino a estrela guia,
    dá luz a quem passa por alguma provação
    e, ao doente, o repouso e a cura.
    Derrama por toda parte a paz e a esperança.
    Que haja um só coração e uma só prece por todos os recantos da terra.
    Ilumina as nações e culturas com o clarão da tua luz,
    até que brilhe para sempre a estrela da manhã,
    Jesus Cristo, nosso Senhor!
    Por ele, todo o universo te bendiz, agora e sempre. Amém!
  3. BÊNÇÃO
    O Deus de toda a claridade nos ilumine com a luz de Jesus Cristo e nos faça caminhar como filhos e filhas da luz, agora e sempre! Amém.
    Abençoe-nos o Pai e o Filho e o Espírito Santo. Amém.
    Vamos em paz e o Senhor nos acompanhe.
    Graças a Deus.
    Saudação a Maria
    Ó mãe do Redentor, do céu , ó porta.
    Ao povo que caiu, socorre e exorta,
    Pois busca levantar-se, Virgem pura,
    Nascendo o criador da criatura:
    Rogai por nós e ouve, suave,
    O anjo de saudando com seu Ave. [bis]

BÊNÇÃO À MESA
Bendito sejas, Senhor Jesus, por esta refeição
que nos reúne na amizade e na alegria da tua manifestação a todos os povos.
Nós te agradecemos por estes alimentos.
Vem, à nossa mesa e fortalece entre nós
a união e a solidariedade. Dá-nos coragem
para vencer as dificuldades de cada dia
e encontrar sempre as razões da nossa fé.
Bendito sejas pelos séculos. Amém.
Quem preside: Dá, Senhor, pão a quem tem fome.
Todos: E fome de justiça a quem tem pão.

Roteiro: Penha Carpanedo, pddm, redatora da Revista de Liturgia e membro da Rede Celebra.

Desenho: Kelly de Oliveira, pddm.

Clique e baixe em seu aparelho celular, tablete ou computador o roteiro e os áudios.

Quer aprofundar sobre celebrações nas casas ?
Veja esta publicação do CEBI, assinada pelo Frei Carlos Mesters

Literatura
popular, libertária e ecumênica.
Compre esse e outros livros no site AQUI

 

 

 

 

 

 

 

Este conteúdo compõe-se de quatro encontros para a época do Advento e Natal, podendo ser utilizado nos grupos que se reúnem nas casas, nos centros comunitários ou outros lugares. Pode ser facilmente adaptado à realidade local, onde isso se fizer necessário. Vem acompanhado de sugestões de cantos.

Acesse a nossa livraria Virtual e adquira essa e outras publicações  AQUI