Bem vindo(a) ao CEBI ! (51) 3568-2560

MPF recomenda melhor atendimento médico ao povo Munduruku

MPF recomenda melhor atendimento médico ao povo Munduruku
MPF recomenda melhor atendimento médico ao povo Munduruku
19 de julho de 2016 Centro de Estudos Bíblicos
O atendimento deficiente a saúde do povo Munduruku, no Pará, levou o Ministério Público Federal (MPF) a emitir recomendações às prefeituras de Itaituba e Jacareacanga, no sudoeste do estado, e ao Distrito Sanitário Especial Indígena na região.
Entre as solicitações estão adequações que assegurem o respeito às tradições dos indígenas, garantindo o livre acesso dos pajés nos hospitais locais; a presença de intérpretes da língua munduruku e o fornecimento de alimentação tradicional nas unidades hospitalares.

A procuradora Janaína Andrade explica que o atendimento ao indígena tem particularidades que precisam ser respeitadas.

A instituição recomenda, ainda, o fornecimento de água potável para as aldeias Munduruku no alto e médio Tapajós. De acordo com o órgão, a região tem atividade mineradora intensa, o que acaba contaminando os rios.

A procuradora alerta, no entanto, que a medida é paliativa enquanto não se implanta um sistema de saneamento básico.

Segundo Janaína Andrade, as recomendações não têm caráter impositivo, mas caso os órgãos não tomem as providências necessárias para resolver o problema, o Ministério Público pode vir a ingressar com uma ação civil pública na Justiça.

A reportagem não conseguiu contato com as prefeituras de Itaituba e Jacareacanga e nem com o Ministério da Saúde – responsável pelo Distrito Sanitário Especial Indígena.