Bem-vindo ao CEBI! (51) 3568-2560 | [email protected]

CEBI-SC: “CEBI só faz sentido se transforma nossa vida”

CEBI-SC: “CEBI só faz sentido se transforma nossa vida”
20 de março de 2018 CEBI Comunicação
11ª Escola Estadual CEBI de Santa Catarina

Na cidade de Rio do Oeste, SC, de 09 a 11 de Março deste ano, realizou-se a 1ª etapa da 11ª Escola Estadual do CEBI-SC para pessoas que facilitam os encontros bíblicos nas suas comunidades e grupos de base. O tema foi “Metodologia de Leitura Popular da Bíblia – LPB”. Estávamos reunidas 18 pessoas para esta 1ª etapa.

Participar do CEBI é encantador e desafiador. Encantador porque sua metodologia tem como centro a Palavra que, através das dinâmicas, leva à leitura, à imaginação, ao debate, à indignação e à ação. Desafiador frente às “verdades” a serem desconstruídas para dar lugar ao novo. Portanto, o exercício da reconstrução de compreensões sobre a criação leva-nos a sermos respeitosos, solidários, responsáveis e comprometidos no cuidado com este grande presente da Divindade libertadora: “a vida em plenitude” (Jo 10,10).

Assessoria e educação popular

Conforme Ildo Bohn Gass, que nos ajudou nesta etapa, para que a leitura bíblica seja um instrumento de libertação, é preciso ter presente as três teologias fundamentais que perpassam a Bíblia do início ao final.

Essas Teologias são a do ÊXODO, da ALIANÇA e da CRIAÇÃO.

E as experiências que correspondem a cada uma dessas Teologias são, respectivamente, a uma Divindade que é e deseja liberdade, amor/misericórdia e vida plena para todas as suas filhas e seus filhos.

Além disso, todo encontro promovido pelo CEBI deve ter, pelo menos, estes três momentos importantes:

  1. o ESTUDO – é construção conjunta de saber;
  2. a CONVIVÊNCIA – conhecer e estabelecer novas relações com quem participa;
  3. a LITURGIA – momentos fortes de mística e de espiritualidade. O CEBI, a partir da LPB, nos provoca, a partir das diversas experiências de Deus realizadas ao longo da história, a fazer uma renovada experiência de Deus hoje.

Para fazer uma LPB com uma rede de relações interdependentes, pelo menos cinco Hermenêuticas são fundamentais e necessárias no processo de aproximação do texto bíblico.

  • Primeira: a hermenêutica a partir de quem é vítima da opressão, as pessoas empobrecidas;
  • Segunda: a interpretação a partir das culturas, etnias, tradições religiosas;
  • Terceira: a compreensão a partir do gênero e suas diversidades;
  • Quarta: a ótica a partir das gerações;
  • Quinta: o olhar a partir da justiça socioambiental.

Pode-se fazer a LPB com ênfase em alguma dessas perspectivas. Porém, convém ter presente que o texto é como um tecido, onde os fios se cruzam, tal como as hermenêuticas se relacionam e à totalidade e complexidade da vida.

Leitura Popular da Bíblia

Essa releitura da Bíblia com espírito crítico nos ajuda a compreender melhor as relações cotidianas nos diversos campos: social, político, econômico, cultural e religioso. Desse modo, a LPB ajuda-nos a abrir nossas mentes e corações para a Palavra do Deus do Êxodo, que nos chama e nos desafia a agir junto às irmãs e aos irmãos excluídos, de modo que possam se libertar da opressão que sofrem.

A Bíblia, como poço que contém água que sacia a sede, através da leitura popular, realizada na perspectiva da cidadania, desperta para a consciência crítica, para a superação do medo, através do exercício de novas experiências de Deus. Este método, propõe ressignificar a militância, investir a ação profética na construção de outro mundo possível e necessário com vida digna, “assim na terra como no céu” (Mt 6,10). Em outras palavras, concretizar já aqui e agora, “novos céus e terra nova” (Is 65,17).

Acreditar nas pessoas que, alimentadas na Fé do Deus do Êxodo, aquele que vê, ouve e desce para libertar da opressão (cf. Ex 3,7-8), sonham e lutam coletivamente, tornando-se Novas Criaturas em Cristo (2Cor 5,17). Fazer a experiência com o Deus do Êxodo, que assume o lado de quem é oprimido, possibilita identificar as classes sociais e à qual nós pertencemos.

Assim, compreendemos melhor a luta de classes existente na sociedade hoje. A Casa Grande que, ao longo da história, golpeou a Senzala, hoje, mais uma vez, torna a golpeá-la, fragilizando a vida, e esta vida pede socorro.

É o golpe da destruição dos sonhos, das possibilidades, da dignidade do povo, que levou muitos anos para conquistar seu direito à moradia, à saúde, à educação, ao lazer, à cultura e à cidadania. É o golpe contra os acertos democráticos do povo, contra as possibilidades de acesso à vida com dignidade.

Além dessas questões, esta 1ª etapa foi dedicada ao aprofundamento de textos bíblicos e na metodologia de LPB, pensando em como estudá-los em nossos grupos de reflexão bíblica.

Nosso grande desafio é: como a LPB pode ajudar-nos hoje a superar as mais variadas violências que ameaçam destruir a criação?

Até o final deste ano, estão previstas mais três etapas nesta Escola Bíblica.

Texto de Leonides Ana Marsaro, representando a sub-região de Chapecó/SC.

 

whatsapp do CEBI